Vereadores querem Manaus Ambiental compareça à CMM

Amazonianarede – CMM

Manaus – Diante das inúmeras queixas e evidências do mau serviço prestado pela empresa concessionária de abastecimento de água da cidade, Manaus Ambiental, os vereadores aprovaram, por unanimidade, durante sessão plenária da Câmara Municipal de Manaus (CMM) desta terça-feira (26), dois Requerimentos; um que convida e outro que convoca o diretor presidente da prestadora de serviço público, Alexandre Bianchini.

Os Requerimentos aprovados em Plenário são de autoria dos vereadores Elias Emanuel (PSB) – que convida o gestor da empresa – e da Professora Jacqueline (PPS) – que convoca o mesmo. Outro Requerimento aprovado de forma unânime foi o do vereador Marcelo Serafim (PSB), que convida a Eletrobras a comparecer à CMM para comentar sobre a afirmação da Manaus Ambiental de que os problemas sofridos pela empresa estão diretamente relacionados à má prestação de serviços da Amazonas Energia na distribuição de energia elétrica.

Para a vereadora Professora Jacqueline é necessário dar um basta na má prestação de serviços da Manaus Ambiental, que prejudica a vida da população tanto materialmente, quanto moralmente. “Não podemos aceitar essa postura da Manaus Ambiental, que parece poder fazer tudo o que quer e da maneira que quer. É importante que esta Casa se una para resolver de forma enérgica essa questão do abastecimento de água na cidade”.

De acordo com o vereador Marcel Alexandre (PMDB), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Água realizada na última Legislatura, tudo o que está acontecendo foi previsto no relatório apresentado por ele. “Apresentamos um parecer técnico e cumprimos com todos os quesitos sobre o problema do abastecimento de água em Manaus. O documento já previa os pontos em que a possibilidade de estouro de adutoras – como a que ocorreu no último sábado (23) – eram maiores. Houve inclusive acompanhamento do Ministério Público do Estado (MPE-AM), da Prefeitura de Manaus e outros órgãos. Nada do que está acontecendo hoje é novidade”, ressaltou.

Mário Frota (PSDB) disse não acreditar na ida de Alexandre Bianchini ao Parlamento Municipal. “É bem capaz ele mandar um funcionário de quinta categoria. Essa empresa faz o que quer e não está interessada em atender bem a população”.

Para o vereador Professor Samuel (PPS), mesmo que até hoje o problema do abastecimento da água não tenha sido resolvido é importante que todos os parlamentares se empenhem nesta causa. “Estamos aqui representando a população de Manaus e não podemos desistir. Temos que pressionar e tomar conhecimento de todas as cláusulas do contrato da Manaus Ambiental para termos a competência de cobrarmos o que é devido”.

Wilker Barreto (PHS) solicitou que a Diretoria Legislativa (DL) da CMM disponibilize para todos os vereadores o relatório final da CPI da Água, de autoria do vereador Marcel Alexandre.

Os vereadores Socorro Sampaio (PP), Roberto Sabino (PRTB), Waldemir José (PT), Rosi Matos (PT), Felipe Souza (PTN) e Glória Carrate (PSD), concordam que a questão da má prestação de serviço da Manaus Ambiental deve ser abordada de modo institucional, ou seja, a CMM deve atuar de forma conjunta para dar uma resposta à sociedade.

Fonte: Dircom
Fotografia: Tiago Corrêa/CMM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.