Vendaval causa estragos em Xanxerê, Sta. Catarina

Mais destruição
Temporal, considerado vendaval, destroi parte de Xanxerê
Temporal, considerado vendaval, destroi parte de Xanxerê

Santa Catarina – Duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas durante um temporal com ventos em alta velocidade que atingiu a pequena cidade de Xanxerê, no oeste de Santa Catarina, na tarde desta segunda-feira (20). Mais de 1 mil estão desabrigados e 200 mil imóveis na região ficaram sem luz em razão da queda de cinco torres de energia.

Até o início da noite, coordenadores da Defesa Civil do Estado ainda avaliavam imagens e dados sobre a velocidade do vento para definir se o evento pode ser classificado como um tornado. O município sofre com falta de água, energia elétrica e telefonia.

mais imagem da destruição
mais imagem da destruição

“As informações ainda são preliminares, até porque o Corpo de Bombeiros fala que 40% do município foi atingido. Ou seja, os números ainda podem subir bastante”, afirma ao iG Paulo César Santos, da Defesa Civil do Estado.

“Um ginásio inteiro desabou. Temos muitos feridos, com gravidades diferenciadas, que já estão sendo encaminhados a outros hospitais da região por falta de leitos em Xanxerê. Não temos como saber o exato número deles, está tudo muito recente. Os desabrigados podem passar de mil.”

As informações preliminares mostram que ao menos 500 residências foram afetadas, sejam destruídas completamente ou parcialmente, sendo destelhadas, em sete bairros do município, cuja população não chega a 50 mil.

“O céu estava bem claro quando tudo começou. E meio que pegou todo mundo de surpresa, devastando tudo por onde passou”, diz Santos. “Esta parte do oeste do Estado é bem propícia a vendavais. Temos histórico de casos semelhantes.”

Publicidade

Em 2009, a cidade de Guaraciaba, a cerca de 170 km de Xanxerê, foi vítima de um evento semelhante. Na ocasião, acabou se confirmando que o fenômeno, com ventos entre 120 km/h e 180 km/h, se tratou de um tornado. Quatro pessoas morreram.

A força destruidora do vento
A força destruidora do vento

Por enquanto, o fenômeno na pequena Xanxerê é classificado como “temporal isolado”, já que, em toda a região, apenas o município sofreu com os vendavais. Se confirmado como um tornado, será apenas o terceiro caso conhecido até hoje no Brasil – além do de Guaraciaba, houve um fenômeno do gênero no ano passado, em Brasília.

“Casas, empresas, escolas, veículos e o que mais estava na frente foi destruído! As cenas são de desespero. Estamos sem luz e praticamente sem comunicação – e provavelmente ficaremos neste estado de calamidade por mais alguns dias ainda”, lamentou o empresário Leandro Lorenzon, morador de Xanxerê, em sua página no Facebook.

Mais destruição
Mais destruição

“A população está precisando de ajuda urgente! Quem puder colaborar com mantimentos, agasalhos, roupas de cama, móveis, materiais de construção, telhas, lonas, enfim, o que puderem ajudar será bem-vindo.”

O iG tentou contatar autoridades do município para obter mais detalhes sobre a situação, mas não obteve sucesso devido à queda das linhas de comunicação telefônica em quase toda a região.

Amazonianarde-Ig

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.