Trôco é obrigatório

Renda extra – Eu mesmo fiz o teste. Os cobradores do transporte coletivo de Manaus estão conseguindo melhorar o salário, com o “jeitinho brasileiro”.

O passageiro paga a passagem com três reais. Muito educados eles dizem: não tenho dez centavos, o Sr. aguarda? O coletivo segue e outros passageiros vão passando e aguardando, até que um a um vai desistindo e deixando o devido trôco. No fim da jornada de trabalho os caras faturam uma boa grana.

Vamos respeitar – Ontem, o cretino chamado Jerome Valcke, secretário geral da FIFA, deixou claro qual é o compromisso da entidade com o Brasil: nenhum. Entre outras palavras ele disse que não foi a FIFA quem ofereceu e sim o país quem quis ter a Copa de 2014. Além disso ele disse que a federação não arrecada impostos, então que o Brasil se vire para resolver seus problemas. O que dizer desse cara?

Mais vandalismo – Chega a informação de que o mesmo grupo de baderneiros, que tentou invadir a sede da prefeitura de Manaus, tocou fogo em ônibus e promoveu depredação de lojas, leia-se UJS(União da Juventude Socialista – PC do B)estaria programando outra baderna para hoje, em frente a Câmara Municipal. Aos bagunceiros e aproveitadores, os rigores da lei, sem dó nem piedade.

Atitude – É digno de elogio o comportamento da Polícia Militar do Amazonas, durante a manifestação de ontem em Manaus. Aos participantes que fizeram a festa da democracia um acompanhamento impecável. Todo tipo de protesto foi permitido porque aqueles demonstravam, acima de tudo, que têm cidadania. Agora aos querem aproveitar para botar prá fora seus ódios e frustrações, a dureza da lei sem exageros, mas com respostas à altura. Parabéns à toda a corporação da PMAM.

Cara de pau – Impressionante como a Rede Globo muda, conforme seus interesses. No início das manifestações, diziam: os manifestantes radicais; os manifestantes violentos e evitavam mostrar em detalhes as imagens. Hoje os apresentadores e repórteres já falam que são baderneiros e, agora a pouco, o JN passou quase dez minutos mostrando cenas do vandalismo no país. Isso que se chama uma emissora cara de pau.

Medo – A presidente Dilma Rousseff acaba de mostrar qual é o clima dominante, lá pelas bandas do Planalto. Em trecho, ela disse que “não podemos correr o risco de colocar tudo o que conquistamos depois de muitos anos a perder”, será que tem algum temor nesta fala? Adiante ela volta a mesmice: “não podemos abrir mão do voto, mas temos que criar mecanismos para controlar melhor os leitos” e anunciou a convocação de governadores e prefeitos para um pacto por melhorias. Ou seja, falou e não disse nada.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.