Timão comemora aniversário de 103 anos com goleada em cima do Fla

(Fonte: Lancenet)

Com gols de Pato, Romarinho e Guerrero, Alvinegro atropela a equipe carioca no Pacaembu e presenteia a torcida, que estendeu 103 faixas com imagens de ídolos do clube.

Embalado pelo apoio da torcida, que lotou o Pacaembu e estendeu 103 faixas em volta do gramado com imagens de ídolos em homenagem aos 103 anos do clube, o Corinthians goleou o Flamengo por 4 a 0, neste domingo, com dois gols de Alexandre Pato, um de Romarinho e outro de Guerrero, e voltou a encostar no G4 do Brasileirão.

Além de cantar “Parabéns pra você” para o Timão, a Fiel também gritou os nomes dos ex-corintianos André Santos, Chicão, Elias e Mano Menezes. Os gritos, porém, não serviram de inspiração para o time carioca. Se não bastasse a fraca atuação, o Flamengo, agora na 15ª colocação da competição, vê a zona de rebaixamento se aproximar ainda mais.

PARABÉNS, CORINTHIANS, PATO… E DOUGLAS!

“Parabéns a você, nesta data querida, muita felicidade, muitos anos de vida”. Com apoio da torcida e ao som de “Parabéns pra você”, em homenagem ao aniversário de 103 anos do clube, o Corinthians não encontrou dificuldades para mostrar superioridade diante do Flamengo no primeiro tempo.

Com toque de bola envolvente, principalmente por conta da boa atuação de Douglas, o Timão chegava com facilidade ao setor defensivo adversário. O Flamengo, por sua vez, era dependente das jogadas de criação de Carlos Eduardo, Elias e André Santos. Os três, no entanto, passaram em branco.

Aos 24 minutos, Douglas fez juz à camisa 10, que já foi de Carbone, Rivellino, Zenon, Neto e Tevez, e serviu Romarinho com um belo passe de calcanhar – para fazer inveja a Sócrates. O camisa 31 avançou na área e cruzou rasteiro. Pato, ao melhor estilo Baltazar, Luizão e Casagrande, se jogou e empurrou a bola para o fundo das redes.

Apesar de apagado em campo, o Flamengo respondeu um minuto depois do gol corintiano. Após erro na defesa, Elias penetrou em velocidade na área do Timão. Cássio se agigantou como Gylmar do Santos Neves cansou de fazer entre 1951 e 1961, e defendeu o chute do ex-corintiano.

Douglas, o melhor jogador da etapa incial, foi decisivo mais uma vez aos 34 minutos. O meia acertou um ótimo passe em profundidade para Pato. O camisa 7 ganhou na velocidade, driblou Felipe e, mesmo sem ângulo, acertou um lindo chute.
Com a vantagem no placar, a torcida do Corinthians aproveitou para gritar “Olé” e cantar mais uma vez “Parabéns pra você”. O canto era para o Corinthians, mas ele bem que poderia servir para o artilheiro Pato, que completa 24 anos nesta segunda-feira.

BANHO DE ÁGUA FRIA DE ROMARINHO E GUERRERO

Ciente da falta de criação e velocidade do time, o técnico Mano Menezes mudou a equipe carioca na volta do intervalo. Carlos Eduardo, que pouco apareceu, deu lugar a Gabriel. E a mudança surtiu efeito no início do segundo tempo. Nos dez primeiros minutos, o Flamengo apareceu duas vezes com perigo na área do Timão. Mas Gil afastou ambas. Os desarmes, provavelmente, fizeram a Fiel lembrar do paraguaio Gamarra.

Para evitar a pressão do Flamengo, o Corinthians deu o troco aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio de Pato, a bola sobrou para Ralf. O volante acertou um forte chute de fora da área e assustou Felipe, que apenas observou a bola sair rente a trave.

Aos 21 minutos, uma cena curiosa no ataque do Flamengo. Chicão, o maior zagueiro-artilheiro da história alvinegra, com 42 gols, foi o responsável pela oportunidade mais clara de gol dos cariocas. Em cobrança de falta, o defensor por pouco não diminuiu o placar. A bola passou raspando a trave direita de Cássio.

A perigosa cobrança de falta de Chicão animou o Fla. Dai em diente, o time carioca pressionou e deu trabalho aos defensores do Corinthians. Mas o banho de água fria não demorou muito para acontecer. Aos 29 minutos, após boa troca de passes no ataque, Romarinho aproveitou uma bola espirrada dentro da área flamenguista e marcou o terceiro gol do time da casa. Gol do xodó da Fiel, para alegria de Tupãzinho e Dinei.

Para fechar a goleada do Corinthians, Guerrero, de pênalti, fez o quarto gol e selou o resultado no Pacaembu. “Parabéns a você, nesta data querida, muita felicidade, muitos anos de vida”, cantou o torcedor, pela terceira vez, para agradecer o presente. E que presente!

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima quarta-feira, às 21h30, no Estádio do Vale, o Corinthians encara o Internacional. Já o Flamengo recebe o Vitória, mais cedo, às 19h30, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 4 X 0 FLAMENGO

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 1/9/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e José Antônio Chaves Franco Filho(RS)

Público/renda: R$ 1.398.234,50/ 36.543 pagantes
Cartões amarelos: :Ralf, Felipe, Romarinho (COR); Rafinha, João Paulo (FLA)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Pato, 24’/1ºT (1-0); Pato, 34’/1ºT (2-0); Romarinho, 29’/2ºT (3-0); Guerrero, 38’/2ºT (4-0)

CORINTHIANS: Cássio; Edenílson, Gil, Felipe e Fábio Santos (Alessandro – 36’/2ºT) ; Ralf e Ibson; Romarinho, Douglas (Maldonado – 42’/2ºT) e Alexandre Pato (Emerson Sheik – 31’/2ºT); Paolo Guerrero. TÉC: Tite.

FLAMENGO: Felipe; Paulinho, Chicão, Wallace e João Paulo; Luis Antonio, Elias (Diego Silva – 44’/2ºT), André Santos e Rafinha (Nixon – 15/2ºT); Marcelo Moreno e Carlos Eduardo (Gabriel – Intervalo). TÉC: Mano Menezes.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.