Termina a greve nos Correios e bancários voltam a negociar

(Amazonianarede – Ag. Brasil)

Os Correios e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresa de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) confirmaram nesta quinta-feira (10) o fim da greve, iniciada em meados de setembro.

A decisão foi tomada após assembleias de ontem à noite nos estados onde ainda havia paralisação de trabalhadores. De acordo com os Correios, serão necessários seis dias úteis para normalizar todos os serviços prestados pela empresa.

Nas assembleias, os trabalhadores da estatal acataram a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o dissídio da categoria: reajuste salarial de 8% e de 6,27% nos benefícios. De acordo com o sindicalista, não haverá descontos dos dias parados, mas sim compensação das horas não trabalhadas. No máximo, duas horas por dia pelo período até 180 dias, destacou o diretor da Fentect, James Magalhães.

A greve dos Correios começou em 12 de setembro para alguns sindicatos, e no dia 17 para outros, entre eles o de Minas Gerais.

Bancários voltam a negociar fim da greve

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) estão reunidos desde as 10h desta quinta-feira em São Paulo para negociar o fim da greve dos bancários.

Os trabalhadores estão paralisados há 21 dias. A nova rodada foi marcada após a rejeição, pelas assembleias dos sindicatos, da proposta de reajuste salarial de 7,1% e aumento do piso em 7,5%, apresentada pelos bancos na última sexta-feira. A proposta foi considerada insuficiente pela categoria.

Ontem, no 21º dia de greve, os bancários paralisaram 12.136 agências, departamentos e centros administrativos em todos os 26 estados e no Distrito Federal, um crescimento de 97,5% em relação ao primeiro dia da paralisação, quando 6.145 dependências foram fechadas. A força do movimento afetou as vendas do comércio e a concessão de financiamentos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.