Tecnologia da Informação receberá investimentos de R$ 1,5 milhão

Manaus – As pesquisas na área de Tecnologia da Informação receberão investimentos de cerca de R$ 1,5 milhão para incentivar parcerias e capacitação entre pesquisadores de instituições científicas locais.

O recurso será disponibilizado por meio do Edital 015/2013, referente ao Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia (PROTI – Amazônia – Mobilidade), que foi lançado no dia 28 de maio. O prazo para a submissão de propostas vai até 10 de julho. O resultado será divulgado a partir de 23 de agosto, com o início previsto para setembro.

Financiado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), o edital tem por objetivo apoiar o planejamento e a execução de projetos conjuntos de pesquisa, capacitação e inovação. A iniciativa também conta com a parceria da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

O programa visa fomentar a colaboração científica e tecnológica entre os pesquisadores vinculados às instituições de pesquisa e Ensino Superior, públicas e privadas, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento.

As instituições interessadas em submeter propostas precisam atuar em investigação científica e/ou tecnológica, e devem ser credenciadas pelo Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (CAPDA) em Estados da Amazônia Ocidental e pesquisadores e docentes de outros Estados da Federação, assim como de outros países.

Requisitos e condições

Para participar do programa, o candidato deve ser brasileiro ou naturalizado, quando estrangeiro, ter visto na embaixada brasileira compatível com o objetivo do programa e período de vigência do projeto. Além disso, é preciso ter título de doutor nas áreas de Tecnologia da Informação, Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação.

A equipe técnica deverá ser constituída por pesquisadores associados e colaboradores, alunos e técnicos. Todos os componentes deverão manter atualizados o cadastro no SigFAPEAM e o currículo na plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Cada membro poderá participar de um único projeto que será executado no prazo de 18 meses.

Quanto à instituição, deve ser credenciada pela CAPDA, manter um setor de pesquisa ou de desenvolvimento tecnológico e inovação, independente de sua natureza jurídica. Dispor ainda de infraestrutura adequada ao desenvolvimento do projeto.

Submissão de propostas

Os interessados devem entregar a documentação de acordo com edital no protocolo da FAPEAM, no horário das 9h às 13h, em envelope lacrado, por meio de carta de encaminhamento à Diretoria Técnico-Científica em duas vias impressas, constando de forma clara a referência ‘Confidencial FAPEAM/Ditec/Deap/Proposta para o Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia-PRÓ-TI-Amazônia-Mobilidade’. O modelo da carta de encaminhamento está disponível no link formulários da homepage da FAPEAM.

Sobre o PROTI – Amazônia – Mobilidade

O programa visa apoiar o planejamento e a execução de projetos conjuntos de Pesquisa, Capacitação e Inovação no âmbito da colaboração científica e tecnológica entre os pesquisadores vinculados à Instituições de pesquisa e/ou ensino superior públicas ou privadas, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento que atuem em investigação científica ou tecnológica, credenciadas pelo CAPDA em estados da Amazônia Ocidental e pesquisadores e docentes de outros estados da Federação bem como de outros países, mediante a seleção de propostas nas áreas do conhecimento relacionadas à Tecnologia da Informação, incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação.(Agência Fapeam)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.