Subsecretário da Semed esclarece declaração publicada em jornal

O subsecretário de Gestão Educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Deusamir Pereira, assegurou que em nenhum momento disse que havia uma quadrilha dentro da Prefeitura de Manaus para assaltar o dinheiro da educação, conforme divulgou publicação de um jornal local.

O subsecretário esclareceu a situação na manhã desta terça-feira (20), durante reunião extraordinária da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manaus (COMED/CMM) realizada na Casa Legislativa.

“Eu vim repor o contexto daquela reunião, agradecer a comissão pela atenção que se está dando à educação e reafirmar que no governo do prefeito Arthur Neto (PSDB) qualquer distorção é apurada, é levantada, é corrigida, essa é a postura do prefeito, é a postura do secretário Pauderney Avelino”, frisou.

Deusamir Pereira ainda explicou, aos vereadores presentes na reunião, que ele não fez alguma denúncia e que apenas concordou com a declaração dada por um representante do Sindicado dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Manoel Pessoa Paixão, que questionou o pagamento dos aluguéis de prédios públicos das escolas municipais de Manaus, comparando a situação a um ‘câncer’.

“Pra gente não cometer o equívoco de que eu fiz alguma denúncia, que eu apresentei alguma denúncia. Na reunião (1º Encontro de Educação na Região Metropolitana de Manaus, realizado na sexta-feira (16), no auditório da CMM) estávamos discutindo conteúdo da reunião, e neste contexto o representante do sindicato levantou essa questão, inclusive arguindo as ações do Ministério Público, as regularidades na visão dele e afirmou quem sabe um câncer. E eu apenas concordei que era um câncer para realçar que o secretário Pauderney na administração do prefeito Arhur está extirpando o câncer, na medida em que se está pensando na solução”, explicou.

Em solidariedade ao subsecretário, a presidente da COMED/CMM, vereadora Therezinha Ruiz (DEM), disse acreditar que tanto o prefeito quanto o secretário da Semed, não faltariam com a verdade para a imprensa e principalmente para a população de Manaus. “O aluguel é uma necessidade hoje. O maior problema da Semed em 2009 era o turno da fome e foi preciso acabar. Então não há uma velocidade tão grande como se espera para construção de escolas, então é preciso alugar. Mas o prefeito e o secretário estão tentando colocar a rede própria. Está se trabalhando para se ter o recurso. Agradeço a presença do Deusamir, porque ele realmente ficou numa situação delicada”, ressaltou a parlamentar.

No mesmo tom, os vereadores Marcelo Serafim (PSB), Professora Jacqueline (PPS), Felipe Souza (PTN), Mário Frota (PSDB), Mitoso (PSD) agradeceram a presença e os esclarecimentos do subsecretário de Gestão Educacional da Semed.
Na oportunidade, os vereadores da bancada da oposição, presentes na reunião da Comissão, Waldemir José (PT) e Professor Bibiano (PT) voltaram a cobrar da Semed maiores esclarecimentos sobre os contratos dos aluguéis dos prédios particulares. Em resposta, Deusamir Pereira, informou que todas as informações quanto a essa questão podem ser consultadas na secretaria.

Além de todos os membros da COMED, participaram da reunião extraordinária os vereadores: Hiram Nicolau (PSD), Carlos Alberto (PRB), Dr. Alonso (PTC), Glória Carratte (PSD), Jairo da Vical (PTN), Isaac Tayah (PSD), Junior Ribeiro (PTN), Dr. Ewerton (PSDB), Walfram Torres (PTC), Wilker Barreto (PHS) e Dr. Gomes (PSD).

(Texto: Dircom/CMM – Foto: Robervaldo Rocha)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.