Setor produtivo é destaque na Expoacre 2013

Comercialização das principais atividades produtivas, e os programas desenvolvidos pelo governo atrai a atenção do público.

A Expoacre, a maior feira de negócios da Amazônia mostra durante nove dias a força do setor produtivo do Estado. Vários espaços foram destinados a apresentar aos visitantes o processo do manejo, a comercialização das principais atividades produtivas, e os programas desenvolvidos pelo governo.

O destaque das ações são nas áreas de ovinocultura, pecuária, agropecuária, piscicultura, suinocultura e horticultura, além dos setores industriais e moveleiros, que ganham ênfase a cada ano.

O evento e realizado pelo governo do Estado e o Sebrae, com apoio da Prefeitura de Rio Branco, Acisa, Federação das Indústrias, Federação do Comércio e Federação da Agricultura e das instituições financeiras: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco da Amazônia.

Espaço Fazendinha

O Espaço “Fazendinha” e dedicado ao setor produtivo e foi organizado no estande da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), em com os governos estadual e federal,o Sebrae, Embrapa, Ifac, Secretaria de Pequenos Negócios, Secretaria de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dosServiços Sustentáveis (Sedens), Senar e empresas privadas. No local são apresentados ao público todos os investimentos no setor da piscicultura do Estado, desde a forma como os alevinos são criados, até a industrialização do peixe para o consumo. Participam do projeto produtores dos municípios de Rio Branco, Bujari, Porto Acre, Plácido de Castro e Sena Madureira.

O Sebrae-Acre, através de programas de incentivo à produção do pescado, capacita os piscicultores e apresenta conhecimentos técnicos sobre gestão, empreendedorismo e inovações tecnológicas para melhorar a qualidade do produto.

“Todo trabalho que o governo do Estado está fazendo é gratificante, principalmente para o futuro da cadeia produtiva. O que realmente precisamos para alavancar a piscicultura no Acre está sendo realizado com o subsidio aos pequenos produtores, a instalação de um frigorifico, as fábricas de rações, e, futuramente, um Centro de Alevinagem e um Complexo de Piscicultura”, comentou a gestora dos projetos de piscicultura do Sebrae, Rina Costa.

Feira de produção familiar

Outra novidade da Expoacre 2013 é a Feira de Produção Familiar criada numa parceria da Seaprof, SEPN e Central de Abastecimento de Rio Branco (Ceasa). A venda dos produtos acontece das 7 horas às 22 hs. Cheiro-verde, alface, pimentão couve, melancia, banana, laranja, tangerina são vendidos aos restaurantes que funcionam dentro do parque de exposições. Os visitantes também podem comprar as mercadorias expostas nas 28 bancas montadas no espaço.

“As vendas estão sendo positivas nesses primeiro dias de feira. Se Deus quiser conseguiremos arrecadar um bom dinheiro com a venda dos nossos produtos”, comemorou o produtor, Getúlio Soares da Silva.

A expectativa do governador Tião Viana até o encerramento da Expoacre, é que sejam movimentados mais de R$ 100 milhões entre entretenimento e negócios.

“Com certeza essa é a maior feira econômica de negócios e entretenimento da Amazônia. Esperamos um público entre 35 mil e 50 mil pessoas no parque. Mais de 100 milhões de reais serão movimentados durante os nove dias do evento. É o encontro do campo, com a cidade, com a economia rural, industrial e urbana”.

(Por Dell Pinheiro – Página 20) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.