Semmas define estratégias da Campanha de Combate às Queimadas Urbanas 2013

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) reuniu na tarde desta terça-feira, 20, representantes de instituições parceiras que atuarão na execução da Campanha de Combate às Queimadas Urbanas 2013, em Manaus.

De janeiro a julho deste ano, a secretaria registrou 323 focos de queimadas na cidade e a meta da campanha é reduzir o índice de ocorrências por meio da sensibilização ambiental. As queimadas ocasionam danos graves à fauna e às nascentes, além da poluição atmosférica, empobrecimento do solo e prejuízos à saúde da população.

Durante a reunião, ficou definido que o lançamento da campanha vai acontecer no próximo dia 30 de agosto, no Parque Nascentes do Mindu, Zona Norte da cidade, área de maior número de registros de queimadas. Em 2012, a Semmas registrou 585 ocorrências de queimadas. O crime é passível de multa, que pode variar de 10 a 100 mil Unidades Fiscais do Município (UFM).

A campanha ocorrerá de setembro a dezembro deste ano, com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Finanças (Semef), Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Educação (Semed), Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), da Defesa Civil Municipal, Batalhão Ambiental, Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (DEMA), Vara Especializada de Meio Ambiente e Questões Agrárias (VEMAQA), Centro Universitário do Norte Uninorte Laureate, Centro Universitário Da Vinci, além de representantes das organizações não-governamentais Suçuarana e Gavian da Amazônia.

Cada instituição irá colaborar de acordo com suas atribuições. A Semef e o Implurb ajudarão na identificação dos proprietários dos terrenos em que esteja ocorrendo a prática de queimadas. A Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente fica responsável por instaurar inquéritos após a autuação dos proprietários, além de disponibilizar um palestrante sobre crimes ambientais; as universidades e organizações não-governamentais parceiras vão disponibilizar alunos voluntários que atuarão nas panfletagens e eventos da campanha; O Batalhão Ambiental possui um projeto de educação ambiental com crianças e se propõe a fazer a divulgação junto a este público; As Secretarias Municipais de Saúde (Semsa) e Educação (Semed) também desenvolvem projetos nessa área e vão inserir a campanha nestes. Vão ser feitas orientações sobre queimadas urbanas dentro das oficinas de reeducação ambiental da VEMAQA e a Defesa Civil irá realizar cursos de brigada de incêncio nos núcleos a serem implantados em áreas de risco.

(Reportagem e foto: Júlio Pedrosa)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.