“São Cássio” e teimosia de técnico derrubam Chelsea. Corinthians campeão

Amazonianarede – Redação – iG

Mais uma vez ficou provado que a teimosia e o sabe tudo dos técnicos nos futebol, levam times a derrotas. Hoje, durante a decisão do campeonato mundial de clubes, Rafael Benítez, técnico do Chelsea da Inglaterra, provou da pimenta que arde nos teimosos. Ao barra o craque Oscar, um dos responsáveis pela vitória tranquila frente ao Monterrey do México, na quinta-feira passada e insistir com o fraco Moses, deixou a equipe sem um criador de jogadas rápidas no meio campo e assim deu chances ao adversário de equilibrar a partida. Aliado a isso, o goleiro corintiano Cássio desequilibrou, fazendo defesas milagrosas, como a do segundo tempo, frente a frente com o matador Fernando Torres. Não era a noite do Chelsea.

Jornalistas ingleses, australianos, alemães, japoneses, espanhóis, franceses, indonésios… não há um gringo presente neste Mundial que não tenha se impressionado com o esforço de milhares de corintianos de estarem ali. No público de 68.275 divulgados pela Fifa ao menos 2/3 era de torcedores alvinegros, que fizeram do Yokohama Stadium um Pacaembu.

O jogo

Aos 9 minutos, a bola com chip talvez tenha tido sua primeira dura tarefa desde que foi adotada pela Fifa neste Mundial. Após cobrança de escanteio, Chicão não conseguiu cortar de dentro da pequena área, a bola sobrou para Cahill, que a queima roupa perdeu grande chance. Cássio salvou em cima da linha, claramente fora do gol, para alívio dos corintianos.

O Chelsea era melhor. Tinha mais de 65% da posse de bola até os 20 minutos do primeiro tempo, mas o Corinthians, bem postado, começava a arriscar depois de ser pressionado pelo time inglês nos primeiros minutos. Com Emerson, em roubada de bola depois de erro de Ramires, o Corinthians entrou com perigo na área rival pela segunda vez (Paulinho havia furado alguns minutos antes). De fora da área, Jorge Henrique e Paulinho também arriscaram mas sem obrigar Cech a fazer nenhuma defesa.

O Corinthians equilibrou o jogo e foi melhor na metade final do primeiro tempo. Aos 34, Chicão lançou na área, Guerero disputou com David Luiz, ganhou, cortou para a perna direita, mas chutou mal. A bola saía pelo lado direito do gol de Cech, mas Emerson a alcançou e conseguiu acertar o pé da trave direita do goleiro checo.

O assanhamento do Corinthians fez o Chelsea acordar e por pouco abrir o placar. Cássio evitou o pior. Primeiro aos 37, após chute de Torres e depois ao 39, em chute colocado de Moses, em que o goleiro se esticou todo para afastar para escanteio. O arqueiro foi peça fundamental do Corinthians para que o primeiro tempo terminasse sem gols.

No segundo tempo, sem mudanças em nenhum dos times, o Corinthians foi melhor. Controlou os nervos e contou com ótima partida de Danilo e o faro de Guerrero para sacramentar o placar final da vitória. O gol saiu após jogada iniciada pelo camisa 20 e que acabou na cabeça de Guerrero, como na semifinal contra o Al Ahly. O mundo é preto e branco pela segunda vez.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 1 X 0 CHELSEA

Local: Estádio Internacional de Yokohama, em Yokohama (JAP)
Data: 16 de dezembro de 2012 (domingo)
Horário: 8h30 (de Brasília)
Árbitro: Cüneyt Çakir (TUR)
Assistentes: Bahattin Duran (TUR) e Tarik Ongun (TUR)
Cartões amarelos: Jorge Henrique (Corinthians); Cahill e David Luiz (Chelsea)
Cartão vermelho: Cahill (Chelsea)
Gol: CORINTHIANS: Guerrero, aos 23 minutos do segundo tempo
Público: 68.275 pagantes

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Jorge Henrique, Danilo e Emerson (Wallace); Guerrero (Martínez)
Técnico: Tite

CHELSEA: Cech; Ivanovic (Azpilicueta), Cahill, David Luiz e Ashley Cole; Ramires e Lampard; Moses (Oscar), Juan Mata e Hazard (Marin); Fernando Torres
Técnico: Rafael Benítez

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.