RR: Obras federais estão paralisadas há vários meses em Alto Alegre

Amazonianarede – Bruno Fialho – Folha BV

Alto Alegre, RR – Obras do Governo Federal em parceria com a Prefeitura de Alto Alegre estão paradas há meses. Os prédios onde funcionaria uma creche, um órgão municipal e a sede do campus da Universidade Estadual de Roraima (UERR) estão abandonados.

A Folha percorreu a cidade e observou que alguns prédios que receberam verbas federais tiveram suas obras paralisadas. No local onde seria construída uma unidade básica de ensino infantil, a construção iniciou em junho do ano passado e deveria estar concluída até dezembro do mesmo ano, porém é visível que nenhum operário está trabalhando lá no momento.

Segundo moradores, a estrutura, que custou aproximadamente R$ 611 mil, foi levantada, mas logo em seguida os serviços pararam. “Não tem ninguém trabalhando aí faz tempo, mas ninguém reclama e nem faz nada. É triste, porque serviria para nossas crianças. Elas ficam sem estudar e a obra fica assim, até o dia em que caia incompleta”, disse a dona de casa Maria Brasil, que possui três filhos em idade escolar.

Outra obra municipal, que teve a placa com suas informações arrancadas, encontra-se estagnada. Um posto de saúde teve sua construção retomada há pouco tempo, mas teria que estar pronto e em funcionamento desde dezembro de 2012. O custo desta unidade de saúde saiu por cerca de R$ 213 mil aos cofres do poder público.

O caso mais conflitante é o do edifício onde funcionaria o campus da UERR no Alto Alegre. Segundo o prefeito, José de Arimatéia, o Teca do PT, a obra aparece como paga no portal da transparência, mas a realidade é outra. O prédio, com a estrutura incompleta, tem sido utilizado por marginais e usuários de drogas, além de servir como depósito de lixo.

“Acho que têm um ano que esse prédio está assim. Jogam lixo nele, usam drogas aí dentro, fora que as paredes já começaram a rachar”, comentou um morador que pediu anonimato.

O prefeito de Alto Alegre explicou que essas obras tiveram seu início sob a gestão anterior do município e que ele tem feito o possível para concluí-las. “A obras estão paradas desde a gestão da antiga prefeitura e não podemos responder o motivo de estarem assim. Porém, meu compromisso é concluir estas construções, pois isso é prejuízo para todos nós. São nossos recursos que estão sendo utilizados”, frisou.

Ele disse que já estaria resolvendo o embaraço que esteja impedindo a conclusão dos prédios. “Os postos de saúde estão sendo terminados e, com relação à Universidade, estamos tentando resolver, pois ela já está paga. Estamos vendo junto ao Governo do Estado e ao Projeto Calha Norte o necessário para solucionar estes problemas. Mas nós temos que punir, também, os responsáveis por estes atrasos”, declarou o prefeito.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.