RR: Mucajaí e Iracema discutem futuro na Conferência das Cidades

Mucajaí, RR – O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Roraima (CAU/RR) foi uma das entidades que participou da 5º Conferência das Cidades realizado no Município de Mucajaí e Iracema, neste sábado (18).

O evento foi promovido pela Prefeitura e reuniu movimentos sociais, população, universitários, trabalhadores, ONGs, associações e interessados no desenvolvimento dos municípios.

Na abertura do evento os conselheiros do CAU/RR, Max Weber e Roberto Farias, participaram da mesa de autoridades. Eles foram convidados para o ato solene para discutir os problemas relacionados ao desenvolvimento nas cidades do interior de Roraima. Weber destacou que a instituição é fundamental como colaboradora no processo de desenvolvimento no sentido de abordagens técnicas, uma vez que o conselho é responsável legítimo dos arquitetos e urbanistas. Ele comparou o município como uma casa, pois, assim como a moradia necessita da intervenção e planejamento do arquiteto e urbanista, as cidades precisam deste planejamento com a real participação de todos.

“O CAU/RR participa deste evento com entusiasmo, por se tratar de um assunto que está de acordo com o que preconiza os objetivos de nossa Instituição. É nosso papel contribuir para cidades mais sustentáveis, corretas e harmônicas do desenvolvimento urbano. E isso só se consegue com projetos pautados em planejamento. Para que os projetos contemplem o conforto geral é fundamental a participação da sociedade”, afirmou o arquiteto e urbanista Max Weber.

Para ao prefeito de Mucajaí, Josué Jesus, o evento é instrumento de vital importância para a ordem e o progresso do Brasil, bem como para garantir que o Fundo de Partição do Municípios (FPM) seja aplicado de forma efetiva e correta nas cidades. “Falta a sensibilização da importância da conferência das cidades. Falta representantes da sociedade. É por meio que o governo federal vai conhecer sobre os municípios e suas prioridades e reformas urbanas”, afirmou.

Os assuntos debatidos nos grupos de trabalho ressaltaram a preocupação de Iracema e Mucajaí no Plano Diretor das Cidades, entre eles: Fundo de Desenvolvimento Urbano (FNDU); Instrumentos de Políticas de Integração Intersetorial e Territorial; Políticas de Incentivo à implantação de Instrumentos de Promoção da Fundação Social da Propriedade; e os Aspectos legais para o Desenvolvimento Urbano para concretização do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU).

Segundo a coordenadora da conferência, Maria Perpétua Barbosa, há um calendário programa para a execução em todo o estado de Roraima, uma vez que as cidades ainda não possuem Planos Diretores para projeção do desenvolvimento urbano.

Delegados

Após a discussão dos grupos de trabalho serão escolhidos 11 delegados e 11 suplentes de cada município. Para a conferência nacional sairão 32 delegados que levarão as propostas e representarão Roraima na Conferência Nacional, com data a ser definida.

(Folha BV) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.