Ronys Torres conquista cinturão dos leves na “Champions League”

Amazonianarede – Sejel

Rio – O Rio de Janeiro tem um novo rei. E a nova majestade não é Romário, Renato Gaúcho, Edmundo ou outro boleiro consagrado, mas o lutador amazonense Ronys Torres, da equipe Nova União-RJ, e apoiado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel).

Na última segunda-feira, 25 de março, o atleta revelado em Manacapuru (a 84 quilômetros da capital) venceu Júlio César Fied na primeira edição do “MMA Champions League”, realizado no Teatro dos Grandes Atores, na Cidade Maravilhosa, e faturou o cinturão dos leves.

COMO FOI A VITÓRIA (informações do SporTV)

Na luta principal, Ronys Torres botou o adversário para baixo após uma rápida trocação no início e caiu por cima. Ele disparou golpes poderosos, mas Júlio César Field se levantou. Ronys acertou boa joelhada de encontro no rosto, e o rival o empurrou contra a grade, onde tentou pegar as costas. Field cresceu na etapa final do round e acertou bons socos, mas o assalto terminou com uma boa sequência de cruzados e um knockdown da parte do atleta da Nova União.

Ronys seguiu partindo para o ataque no segundo round, e Field o travou contra a grade mais uma vez. Ronys conseguiu botar para baixo na sequência e ficou por cima. De pé, os dois promoveram uma breve trocação franca, até que Ronys quedou o oponente de novo, mas desta vez ficou no chão por pouco tempo. Ronys, então, foi para definir a luta e acertou uma série de cruzados, diretos e ganchos que levaram Field a nocaute, e o árbitro teve de interromper o duelo.

Foi a 26ª vitória em 31 lutas na carreira dele, que tem 26 anos e já competiu no UFC (perdeu para Melvin Guillard e Jacob Volkmann). Após a luta, o agora campeão do “MMA Champions League” lembrou o sofrimento que teve para perder peso:

“Para bater o peso só Deus sabe o quanto eu sofri, passei um perrengue muito grande. Vou ter que verificar meu rim, porque fiquei praticamente três dias sem beber água. Não consegui dormir as duas últimas noites antes da pesagem, porque estava com muita dor no estômago. Tentei falar com o pessoal do meu adversário para a gente subir um pouquinho o peso da luta para eu me hidratar um pouco, mas não aceitaram. Tive que continuar o sofrimento, fiz muitas horas de sauna e muito treino de roupa térmica. Mas graças a Deus consegui bater o peso e vencer”, disse Ronys, em entrevista ao SporTV.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.