Rondônia: Estado cresce acima da média nacional

Porto Velho

Porto Velho

Amazonianarede – Diário da Amazônia

Porto Velho – Os resultados da somas dos bens e serviços produzidos em Rondônia em 2010 foram divulgados ontem, sexta-feira (24), pela Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral (Seplan). Com crescimento de 12,5% em relação a 2009, o Produto Interno Bruto (PIB) de 2010 fechou o ano em R$ 23, 561 bilhões. Os dados, disponíveis no site da pasta (www.seplan.ro.gov.br), apontam que o desempenho do Estado manteve-se acima do alcançado pelo Brasil, que é de 7,5%.

No ranking de crescimento em relação aos outros Estados brasileiros, Rondônia ficou em 3º lugar, com representação de 0,62%, mesma porcentagem do ano anterior. Já na região norte, o Estado alcançou o 3º lugar representando 11,69% do PIB.

Em relação ao PIB a preços de mercado, Rondônia desceu uma colocação no ranking dos Estados da Federação do Brasil, passando de 21°em 2009 para 22° em 2010. Na região norte a posição de 3º manteve-se.

A renda per capita obteve crescimento de 12,2% em relação ao ano anterior e ficou em R$ 15, 098, o que manteve a posição do Estado no ranking nacional.

Em 2010, a administração Pública continuou com a maior participação, com 30,05%, alcançando crescimento real de 3,89%, em relação a 2009. Já as atividades que apresentaram as maiores taxas foram: Construção (63,53%), Saúde e Educação Mercantis (26,66%), Indústria de Transformação (26,53%), Comércio e Serviços de Manutenção e Reparação (21,86%), Indústria Extrativa Mineral (19,25%) e Intermediação Financeira, Seguros e Previdência Complementar (18,67).

Os dados também apontam que em 2010 as obras das usinas de Jirau e Santo Antônio impulsionaram o crescimento real do segmento da construção civil em Rondônia, que obteve 36,8% de crescimento real.

AGROPECUÁRIA

De acordo com as informações, a agropecuária fechou com volume de 6,74%, sendo responsável por 21,5% do valor adicionado do Estado, 26,2% na região norte e 2,6% no Brasil.

A safra de grãos 2009/2010 teve uma variação positiva em relação à safra anterior, alcançando 942 mil toneladas e ocupando o 3º lugar na região norte. O maior crescimento na produção de lavoura, por exemplo, foi a do café, com 53,40%.

Na pecuária a variação foi de 3,55% em relação ao ano de 2009. A criação de aves foi o subsetor que mais contribuiu para este resultado, com 5,65%. Já o subsetor de maior rebanho, o de criação de bovinos, obteve crescimento de 2,68%.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.