Romário pede prisão de Marin após gravação de bastidor da CBF

Amazonianarede – Lancenet

Rio – Intervenção na CBF e dirigentes na cadeia. Esses foram os pedidos do deputado federal Romário, nesta quarta-feira, via Twitter.

Após a divulgação, no YouTube, de uma gravação que mostra o presidente da CBF, José Maria Marin, dando um esporro em duas pessoas, que estariam fazendo negócios com federações estaduais dizendo que são sócios do presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, e do deputado federal Vicente Cândido(PT-SP).

O Baixinho citou nominalmente a presidente Dilma Rousseff exigindo alguma medida mais drástica na CBF. Ele também pediu ação do Ministério Público e de Aldo Rebelo, ministro do Esporte, citado por Marin em um outra gravação.

“Intervenham na CBF. As coisas estão cada vez piores. Este último vídeo do Marin comprova que a CBF está nas mãos de uma quadrilha. Prende (sic) esses caras, está na hora de dar um exemplo para o Brasil”, escreveu Romário.

Na gravação, Marin proíbe os interlocutores de usarem seu nome, chama-os de “idiotas” e diz que a atitude pode levar Del Nero à cadeia.

Veja o vídeo da CBF

A gravação foi postada por pessoa apelidada de Justic Just. Além da gravação, o vídeo afirma que o esporro foi dado nos ir mãos Bruno e Walter Balsimelli, sócios da empresa BWA, que opera desde 95 com ingressos e controle de acessos em estádios, além de atuar na gestão do Independência, em Belo Horizonte.

Ouvidos, os presidentes das federações Evandro Carvalho (PE) e Mauro Carmélio (CE) negaram ter sido procurados por empresas usando o nome de Del Nero.Carvalho disse que Marin odeia o trabalho da BWA, chamando-os de incompetentes. Carmélio afirmou que a empresa quando atuou no Ceará fez um trabalho muito criticado e que hoje não atua mais lá.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.