Rodoviária: parte do teto desaba e dois ficam feridos

Belém – Parte do teto do Terminal Rodoviário de Belém, em São Brás, desabou em cima de passageiros que esperavam em uma fila para comprar passagens nos guichês, na tarde de ontem.

Com o desabamento do gesso, duas pessoas ficaram feridas, entre elas um idoso, que sofreu escoriações na cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer as vítimas, mas elas seguiram em um táxi para o pronto-socorro da 14 de Março, segundo informações de testemunhas.

De acordo com Márcio Soutinho, que estava em frente ao local onde ocorreu o desabamento, as pessoas entraram em desespero com a queda do gesso. “Tinha muita gente na fila e ninguém estava esperando esse acidente. Parecia uma bomba com o estrondo que fez, foi horrível”.

Segundo Lourdes Barros que estava no terminal esperando o ônibus para viajar, outros passageiros se sentiram mal além das duas pessoas feridas. “De repente, ouvimos aquele estrondo e se formou uma fumaça de poeira, então todo mundo começou a correr, em pânico. Era criança, idoso, várias pessoas passando mal, tentando sair daquela poeira. Até a lâmpada caiu em cima das pessoas”.

O tenente Rangel Valois, do Corpo de Bombeiros, ressaltou que um dos motivos do desabamento do teto ocorreu pela espessura do gesso. “Com a trepidação causada pelos ônibus e caminhões no local, o gesso, que tem a espessura grossa, caiu, desabando uma parte do teto”.

Rangel relatou que o terminal contratou um engenheiro para fazer a avaliação geral do teto. “A nossa equipe vai eliminar a parte deslocada para evitar outros riscos. Mas todo o teto será avaliado”, afirmou o tenente.

FILA GIGANTESCA

Terminal Rodoviário de Belém lotado. Em São Brás, uma fila gigante estava formada no ponto de ônibus para Mosqueiro. Na BR-316, única via de saída de Belém por terra, o engarrafamento começou desde o Km 0 da rodovia e se estendeu por mais de sete quilômetros, ontem, no fim da tarde. Apesar de todos estes transtornos, sobrava alegria entre os veranistas, que começaram a deixar Belém desde cedo para aproveitar o segundo fim de semana das férias escolares. Na bagagem, todos os itens que cada viajante escolheu para garantir a diversão nas praias e balneários do Estado. Mosqueiro, na Região Metropolitana, e as praias da região do Salgado são os destinos preferidos dos veranistas que querem mais é curtir um lugar ao sol nestas férias.

Na rodoviária, por onde devem embarcar cerca de 46 mil pessoas – segundo as estimativas do Sinart, empresa que administra o Terminal –, a movimentação foi intensa desde cedo. À tarde, ficou até complicado caminhar pelo saguão e não tropeçar em malas, sacolas e mochilas.

Devido ao desabamento de uma parte do teto, o espaço para o fluxo dos passageiros foi reduzido. Alguns usuários ficaram perdidos na hora de comprar as passagens. Um funcionário da rodoviária prestava informações aos transeuntes.

“Tem muita gente hoje. Ainda bem que comprei a minha passagem com antecedência para evitar ficar em filas ou até não conseguir comprar o bilhete”, disse a professora Eliana Pereira, 37, que ia seguir viagem para Bragança, nordeste paraense.

Com a passagem em mãos, ela conferia o horário do embarque e a documentação do filho, de oito anos de idade. “Não podemos viajar com crianças sem documento delas”, ressaltou.

(Diário do Pará)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.