Renato faz dois, Fla vence em Campina Grande e pode jogar no Maracanã

Campina Grande, PB – Urubu-Rei comanda o Flamengo no duelo contra o campeão da Copa Nordeste; partida de volta no dia 15 de maio pode ser o segundo evento-teste no Maracanã.

Em noite de duelo rubro-negro na Copa do Brasil, o Flamengo levou a melhor sobre o Campinense e venceu por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Amigão, no primeiro jogo pela segunda fase. Renato Abreu foi o destaque do jogo, com dois gols de falta que colocaram o Fla em vantagem.

A partida de volta está marcada para o próximo dia 15, no Rio de Janeiro, e tem grandes chances de ser realizada no Maracanã. O Governo do Estado vai realizar um segundo evento-teste no estádio neste dia, e outro concorrente para jogar lá seria o Botafogo, que pode enfrentar o CRB – o primeiro jogo será nesta quinta-feira, em Maceió.

Com a vitória sobre o campeão da Copa do Nordeste, fora de casa, o Flamengo pode até perder por 1 a 0 no Rio de Janeiro que avança para a terceira fase, para encarar ASA ou Ceará. No primeiro duelo, a equipe de Arapiraca levou a melhor e goleou por 3 a 0.

O JOGO

Assim que começou a partida, o Campinense mostrou que não foi campeão da Copa do Nordeste à toa. O rubro-negro paraibano não tomou conhecimento do Flamengo e foi para cima, em busca do gol. E não demorou muito para isso acontecer, mesmo que por uma obra do acaso. Em um chute despretencioso de Jeferson Maranhense, a bola desviou em Renato Santos, matando Felipe.

Por outro lado, o Flamengo não sentiu o golpe e foi para cima em busca do empate, e numa cobrança de falta de Renato o goleiro Pantera falhou, cedendo o empate para o rubro-negro carioca. Dez minutos antes do gol, em outra falta, Renato já havia acertado o travessão.

No intervalo, o técnico do Campinense não se amedrontou e colocou o time mais para frente. Pelo lado do Flamengo, Jorginho mexeu apenas uma vez, mas por problemas físicos. Amaral, que ficou fora do treino de segunda-feira, com dores na coxa, saiu para dar lugar a Luiz Antonio.

Com a mudança, o Rubro-Negro carioca mostrou mais ímpeto na busca pelo segundo gol, deixando o adversário nervoso, comentendo muitas faltas. Numa delas, Renato acertou mais uma bela cobrança, jogando na gaveta, sem chances para Pantera.

Após o segundo gol do Flamengo, o Campinense se segurou um pouco mais para não levar o terceiro, jogando no contra-ataque. O time carioca trocava passes para tentar chegar com efetividade. Pensando nisso, Jorginho optou por colocar Carlos Eduardo no lugar de Rafinha, que aparentava bastante cansaço.

Os últimos cinco minutos foram de pura pressão sobre o Campinense. Pantera fez algumas defesas importantes e conseguiu levar o time paraibano para a partida no Rio de Janeiro. González ainda chegou a acertar a trave, após desviar cobrança de escanteio. No fim, Renato deixou o campo e foi apludido pelo torcedor do Fla na Paraíba.

FICHA TÉCNICA:
CAMPINENSE 1 X 2 FLAMENGO
Local: Amigão, em Campina Grande (PB)
Data/Hora: 1/5/2013 – 21h50
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Lorival Candido das Flores (RN) e Lucio da Silva de Mattos (PA)
Renda e público: Não divulgados
Cartões amarelos: Bismarck, Edvânio e Rodrigo César (CAM)
Cartões vermelhos: –
Gols: Jeferson Maranhão 7’/1ºT (1-0) e Renato 27’/1ºT (1-1) e Renato 13’/2ºT (2-1)
CAMPINENSE: Pantera, Alberto, Edvânio, Roberto Dias e Panda; Glaybson (Tiago Granja – Intervalo), Dedé, Rodrigo César e Bismarck (Danilo Portugal 20’/2ºT); Zé Paulo (Luiz Paulo – Intervalo) e Jeferson Maranhense – Técnico: Oliveira Canindé.
FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Renato Santos, Gonzalez e Ramon, Amaral (Luiz Antonio – Intervalo), Elias, Renato (Nixon 44’/2ºT), Gabriel; Rafinha (Carlos Eduardo 33’/2ºT) e Hernane – Técnico: Jorginho.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.