Real fica perto de virada histórica, mas Borussia avança à final

Madri – Depois de perder para o Borussia Dortmund por 4 a 1, o Real Madrid precisava de pelo menos três gols para se classificar para a Liga dos Campeões. O time espanhol jogou bem e até criou condições para conseguir a virada histórica, mas errou no mais importante, as finalizações, e venceu por apenas 2 a 0.

No sufoco a equipe alemã avançou para a final da maior competição europeia, na qual poderá fazer um clássico contra o Bayern de Munique, que já bateu o Barcelona por 4 a 0 e defenderá a vantagem nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), na Espanha.

Desde 1997, o Borussia não disputava uma final de Liga dos Campeões. Naquela oportunidade, o time alemão conquistou o único título da competição. Desta vez a equipe quase conseguiu chegar até a final invicto, mas a derrota desta terça acabou com esse histórico. Nesta temporada, a final da maior competição europeia de clubes acontecerá em Londres, no Estádio Wembley, no dia 25 de maio.

Tudo que aconteceu na Alemanha na semana passada se repetiu em Madri, nesta terça. Mas do lado contrário: dessa vez foi o Real que pressionou desde o começo e criou seguidas chances de gol. Aos 4min e aos 14min, Weidenfeller fez grandes defesas após ficar frente a frente com Higuaín e Cristiano Ronaldo. Aos 15min, Ozil ainda desperdiçou outra oportunidade ao chutar para fora, também na cara do gol.

Durante esses 20 minutos, o Borussia ficou nervoso, não conseguiu trabalhar a bola e pareceu sentir a pressão da torcida do Real, que fez bastante barulho no estádio. Além disso, ainda aconteceu a saída de Goetze, principal jogador do time, que sentiu lesão. Só com o passar do tempo, o time alemão avançou a marcação e conseguiu pelo menos controlar o ímpeto inicial do Real.

O time espanhol só voltou a assustar aos 39min, quando um cruzamento iria na cabeça de Cristiano Ronaldo, mas Weidenfeller apareceu de novo e impediu a finalização. Dessa forma, o primeiro tempo terminou mesmo 0 a 0.

Sem mudanças, os times começaram o segundo tempo com o mesmo ritmo intenso, mas dessa vez o Borussia ressucitou um pesadelo recente: artilheiro do primeiro jogo entre as equipes, Lewandowski entrou na área de frente para o gol e finalizou com qualidade, mas a bola bateu no travessão. Já o Real demorou para dar o troco e por isso Mourinho optou por colocar Benzema e Kaká em campo, aos 12min. Mas o Borussia continuou mais perigoso: aos 17min, Reus fez boa jogada e tocou na pequena área para Gundogan, sozinho, mas o goleiro Diego López se esticou e fez incrível defesa.

Com mais jogadores no ataque, o Real naturalmente passou a ter ainda mais posse de bola, mas errou demais nos últimos passes e cruzamentos. Só aos 24min surgiu uma boa chance, depois que Kaká tocou para Cristiano Ronaldo, mas ele foi atrapalhado pela marcação e chutou de bico para fora. O brasileiro ainda apareceu de novo, logo depois, antecipando a marcação e aproveitando cruzamento da esquerda, mas a bola foi para fora.

O Real Madrid já estava atacando de forma desesperada, enquanto o Borussia ficava cada vez mais seguro para investir nos contra-ataques. Em um deles, aos 30min, mais uma vez Marco Reus criou boa jogada na área e tocou para trás, mas Lewandowski demorou para finalizar e teve o chute bloqueado.

O primeiro gol do Real só veio aos 38min, quando Kaká avançou pelo meio, abriu para Ozil na direita, que deu passe certeiro para Benzema apenas finalizar para a rede. O gol “incendiou” o Santiago Bernabeu, a torcida se empolgou e Weidenfeller até fez duas grandes defesas, mas não conseguiu evitar o gol de Sergio Ramos aos 43min: após confusão na área, Benzema tocou para trás, e o lateral finalizou com força para aumentar a pressão.

Foram dados cinco minutos de acréscimos, mas o Borussia conseguiu segurar o resultado no sufoco.

Ficha técnica
REAL MADRID 2 x 0 BORUSSIA DORTMUND
Gols
REAL MADRID: Benzema, aos 38min do 2º tempo
BORUSSIA DORTMUND: Sergio Ramos, aos 43min do 2º tempo
REAL MADRID: Diego López, Essien, Varane, Sergio Ramos e Fábio Coentrão (Kaká); Xabi Alonso (Khedira), Modric e Özil; Di María, Cristiano Ronaldo e Higuaín (Benzema)
Treinador: José Mourinho
BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek, Subotic, Hümmels e Schmelzer; Gundogan, Bender (Felipe Santana) e Götze (Grosskreutz); Blaszczykowski, Reus e Lewandowski (Kehl)
Treinador: Jurgen Klopp
Cartões amarelos
REAL MADRID: Fábio Coentrão e Higuaín
BORUSSIA DORTMUND: Gundogan, Bender e Weidenfeller
Árbitro
Howard Webb
Local
Santiago Bernabéu, em Madri.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.