Quem apunhalou a Petrobras?

17-12almirAlmir Quites

     Li, na coluna do Rodrigo Constantino, , que, certa vez, Reinaldo Azevedo disse que, “a cada enxadada vem uma minhoca” e um leitor imediatamente corrigiu: “no caso do PT, tem sido uma enxadada, uma jibóia”.

É verdade! O PT vem tentando destruir a Petrobras desde que ainda era oposição. Naquela época, fazia greves sistemáticas, que fechavam as refinarias, causando desabastecimento de combustíveis nas regiões por elas atendidas. Os sindicatos de petroleiros eram dominados pela CUT/PT e a ordem era sabotar o governo, em detrimento da empresa.

Lembram da malversação de recursos praticados no Fundo Petros? Pois é, começou naquela época! Hoje, o fundo de pensão dos funcionários da estatal, a Fundação Petros, vive dias turbulentos pelos mesmos motivos. Pela primeira vez em dez anos, as contas da entidade foram rejeitadas por unanimidade por seu conselho fiscal. Este é o “partido dos trabalhadores“!

Quando o PT passou a ser governo, acabaram-se as greves. Não houve uma sequer na Petrobras durante os dois mandatos de Lula e no primeiro mandato da Dilma. Óbvio que o foco mudou, voltou-se aos cofres da Estatal.

O PT mostrou ser mais amigo de seus comparsas estrangeiros do que do povo brasileiro. Lembram-se da nacionalização da empresa da Petrobrás na Bolívia? No primeiro de maio de 2006, dia dos trabalhadores, o presidente da Bolívia, eleito há apenas alguns meses, com o apoio do governo brasileiro, apunhalou a Petrobrás e o governo do PT fez que não viu!

Como vemos a pilantragem é antiga e sempre com a prestidigitação do PT.

A Petrobras está nas trevas. A atuação dos corruptos, ao larapiarem nossa maior empresa, fere a imagem do Brasil e obsta a inserção externa do país e de suas empresas. O tormento da Petrobras aumenta muito com a abertura, nos EUA, de ações judiciais que visam o ressarcimento de acionistas. A Justiça americana costuma ser rápida em temas dessa natureza, pode decidir por polpudas reparações.

A Petrobras estará ao arbítrio e capricho da ilimitada criatividade dos escritórios de advocacia norte-americanos e, talvez, de outros países. A Petrobras terá exageradas dificuldades para obter recursos no exterior, devido ao seu elevado endividamento, à adjacência de investigações e processos legais, ou ainda o risco de perda do grau de investimento.

O governo populista certamente tratará de convencer o povo de que o imperialismo americano é o responsável pelo abate da Petrobras. Mais mentiras virão. Tudo para fingir que a nossa estatal foi roubada pelos políticos do próprio governo.

As empreiteiras levavam dinheiro vivo aos operadores financeiros, que transferiam os valores para fora do Brasil ou/e assinavam contratos falsos com empresas de fachada, muitas vezes estabelecidas em prédios vazios e sem funcionários. Para o dinheiro chegar a políticos do governo e a funcionários influentes da Petrobras, o caminho era análogo.

Chegava em espécie, ou era depositado em contas no exterior, ou ainda em forma de mercadoria, como o Range Rover Evoque, da Land Rover, avaliado em mais de R$ 200 mil, com que Youssef presenteou Paulo Roberto Costa, “o Paulinho”, como Lula o chamava.

“Não estamos dando conta de defender a República dos ratos que estão corroendo suas estruturas”, desabafa o procurador federal de Goiás, Helio Telho Corrêa Filho.

O Brasil está sendo destruído. A pilhagem dos recursos públicos é enorme. O Brasil está sendo vendido como numa liquidação de uma lojinha de 1,99. A Petrobras já agoniza. Quem vai explorar o petróleo brasileiro? Quem? Empresas estrangeiras, claro!

Os artigos assinados não refletem a opinião do Portal e são de inteira responsabilidade de seus autores.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.