Quedas de energia atormentam interior de Roraima

Boa Vista – A insatisfação da população do interior do Estado com o fornecimento de energia é geral. Oscilações e quedas tornaram-se constantes. Os moradores do município de Pacaraima, ao Norte do Estado, reclamam da situação e querem que providências sejam tomadas.

As constantes quedas de tensão podem causar prejuízos financeiros. Com as oscilações, aparelhos como geladeira, televisão e máquina de lavar podem queimar. “Muitas pessoas estão com eletrodomésticos queimados. A situação está ficando insuportável. Algumas vezes chegamos até mesmo a ficar sem sinal de rede nos celulares, ou seja, ficamos no escuro e incomunicáveis”, reclamou um morador.

As interrupções são mais comuns à noite. “Essa semana faltou energia na segunda e na terça feira por umas duas horas. Durante o dia falta diversas vezes, só que em períodos mais curtos, de 10 minutos. São mais comuns as oscilações. Graças a Deus não tivemos nenhum prejuízo até agora”, relatou a comerciante Maria dos Santos.

Pacaraima recebe energia diretamente da Subestação de Santa Elena de Uairén, oriunda do Complexo de Guri, na Venezuela. Na segunda-feira, 13, das 20h30 às 23h30 e na terça-feira, das 20h30 às 21h30, o fornecimento de energia foi suspenso em decorrência de um problema na Subestação de Santa Elena de Uairén.

OUTROS MUNICÍPIOS – Além de Pacaraima, a população de outras localidades no interior do Estado também sofre coma qualidade do serviço prestado. Os moradores de Rorainópolis, São Luiz do Anauá, Caracaraí e Cantá também reclamam das constantes quedas no fornecimento.

CERR – Por meio de nota, a CERR informou o prazo para que o problema seja resolvido. “Para resolver de forma definitiva esse problema, está prevista para janeiro de 2015 a conexão do Estado de Roraima ao Sistema Interligado Nacional de Energia (SIN), com a conclusão das obras da Linha de Transmissão Manaus/Boa Vista”, diz o e-mail. (I.S)

(Folha BV – ISAQUE SANTIAGO)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.