Público pequeno deve tirar jogos do amazonense da Arena da Amazônia

Pouca torcida devem tirar jogos da Arena no amazonense
Pouca torcida devem tirar jogos da Arena no amazonense
Pouca torcida devem tirar jogos da Arena no amazonense

Manaus – A Arena da Amazônia  recebeu apenas um jogo entre times amazonenses em 2014. Para o ano seguinte, a promessa era de calendário cheio. Prova disso é que 15 jogos do estadual foram marcados para o estádio da Copa.

No entanto, o cenário projetado para 2015 é o mesmo. O primeiro jogo marcado para a Arena, o clássico entre Nacional e Rio Negro, foi transferido para a Colina. Motivo? O Nacional alega não ter dinheiro para custear as despesas da Arena.

E esta não é uma decisão isolada. Com exceção da final, todos os outros jogos marcados para o estádio devem ser cancelados. “Só de quadro móvel o nosso gasto seria de R$ 12,5 mil.

Não é que seja caro, mas o espetáculo não tem público suficiente para pagar esse custo”, explicou o presidente do Nacional, Mário Cortez. Estima-se que o gasto mínimo de um jogo na Arena apenas com quadro móvel e o pagamento de funcionários seja de R$ 25 mil. Mas as despesas não param por aí.

Os clubes locais perdem cerca de 33% da renda bruta dos jogos na Arena com despesas de aluguel do estádio, INSS e taxa destinada à Federação Amazonense de Futebol (FAF).

“O quadro móvel é relativamente barato, mas a receita é muito pequena em um evento do campeonato [estadual]. O jogo se torna deficitário”, complementou Cortez. O presidente do Nacional também informou que todos os mandos de campo da equipe na Arena da Amazônia pelo estadual serão cancelados.

O ‘Leão’ joga na Arena neste domingo (22), porém em compromisso pela Copa Verde, contra o Vilhena. “Naturalmente [o jogo] deve dar prejuízo, mas nós temos interesse em fazer lá [na Arena] porque é uma competição nacional.

Queremos passar de fase e enfrentar o próximo adversário, que deve ser o Paysandu. E aí nós teremos a motivação do público local [em ir para a Arena] por ser uma rivalidade em uma competição nacional”, explicou Cortez.

Amazonianarede-Portal Amazônia

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.