Projeto da Emater para atender extrativistas é selecionado pelo Incra

Belém – A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) venceu mais três lotes da Chamada Pública SR-01/Belém, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no último sábado (25). A meta é atender 3.335 famílias de Projetos de Assentamento (PA) de reserva extrativista (Resex), nos municípios de Curuçá, São João da Ponta e Santarém Novo, no nordeste paraense.

Os trabalhos, realizados por técnicos da Emater, devem ser iniciados em 1º de julho.

O projeto foi entregue em 29 de abril deste ano, de acordo com o edital da Chamada Pública aberta pelo Incra. O resultado, segundo o diretor técnico da Emater, Humberto Reale Filho, coroa o trabalho que já vem sendo desenvolvido na região. “Dos técnicos que vamos precisar para atuar em campo, selecionamos para este projeto os que já trabalham nos municípios escolhidos e adjacentes. Conhecer a realidade da agricultura local nos embasará para realizarmos o nosso trabalho com sucesso”, ressaltou.

Para Rosival Possidônio, técnico em Agropecuária e supervisor regional de Castanhal, a Chamada Pública proporcionará melhorias à produção e à qualidade de vida dos extrativistas. “Na Resex São João da Ponta e na Resex Mãe Grande Curuçá, por exemplo, vamos focar no desenvolvimento dos arranjos produtivos locais, bem como as atividades econômicas e sociais das comunidades”, explicou. A Regional de Castanhal é responsável, administrativamente, pelos municípios de Curuçá e São João da Ponta, nos quais deverão ser atendidas 2.460 famílias. No município de Santarém Novo, a Emater atenderá mais 865 famílias.

A base da economia dos municípios trabalhados nos três lotes selecionados na Chamada Pública é a pesca e a captura de caranguejo.

Agência Pará de Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.