Procurador: “Condenados pelo mensalão devem se conformar com penas”

Brasília – O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse nesta quinta-feira, 2, que resta aos condenados por envolvimento com o mensalão se conformar com as penas.

De acordo com Gurgel, os recursos que os réus protocolam no Supremo Tribunal Federal (STF) até esta quinta contra as condenações não terão o poder de reduzir as penas. O prazo para apresentar as considerações da defesa termina nesta quinta.

“Os embargos não se prestam à modificação de julgamento nem à redução de penas”, afirmou. Dos 25 condenados, até o momento dez apresentaram recursos, entre eles o ex-ministro José Dirceu, o publicitário Marcos Valério e o presidente do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson.

As defesas de Dirceu e do ex-deputado usaram estratégia parecida e pediram o afastamento do ministro Joaquim Barbosa da relatoria do processo. O procurador desconsiderou a eficácia do pedido. “Não há nenhuma consistência”, disse.

Ainda não há previsão de quando o STF vai julgar os recursos.

(Agência Estado) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.