Prefeito Arthur Virgílio Neto salta de paraquedas nos Jogos Radicais da Amazônia

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, saltou de paraquedas na tarde deste domingo, 2, na praia Ponta Negra, zona Oeste. O salto de uma altura de 12 mil pés (3.657,60 metros) foi para divulgar os Jogos Radicais da Amazônia, que aconteceram no balneário durante todo o domingo.

Entre as modalidades disputadas estavam o wakeboard, stand up paddle, rugby, skate, slack line, paraquedismo, entre outros. Para Arhtur Neto, a introdução de esportes radicais na programação esportiva da Prefeitura vai incentivar a prática, principalmente entre os jovens, e o surgimento de novos talentos.

“É o exemplo de que devemos praticar esportes, independente de qualquer idade. O evento foi bonito, muito esporte radical. Valeu demais ter feito esse salto”, afirmou Arthur Neto, que tem 68 anos de idade.

Ao ser perguntado se teria coragem de saltar outras vezes, Arthur Neto foi enfático em dizer que é um esporte que proporcionou fortes emoções e que a meta é saltar sem o instrutor. “A vista lá em cima é maravilhosa. O vento no rosto. Tudo é muito bom. Agora é evoluir. Vou fazer as aulas porque eu quero saltar sozinho”, concluiu.

Milhares de pessoas aproveitaram o domingo de sol para prestigiar as diversas modalidades que foram disputadas na terra, água e ar. Para o secretario municipal de Esportes, Fabrício Lima, com a realização do evento, Manaus entra para o circuito dos esportes radicais e começa a revelar nomes que devem participar de competições nacionais e internacionais.

“O bom é que estamos dando a oportunidade da população conhecer outros esportes. Esse tem sido o trabalho da prefeitura. Fizemos esportes sobre rodinhas, sobre patins, patinete, long board, skate e agora estamos investindo em outras modalidades”, afirmou Fabrício.

Texto: Leonardo Fierro 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.