População de Boa Vista adere às manifestações pelo país

Várias manifestações populares demonstrando o descontentamento do povo brasileiro com a política, a economia, a saúde e a educação têm se desencadeado ao redor do país.

Os protestos começaram por conta de um aumento do R$ 0,20 nas tarifas de ônibus de grandes centros urbanos, como São Paulo, mas tem tomado caminhos diferentes, levando o povo às ruas para cobrar seus direitos e se mostrar contra a corrupção, entre outras reivindicações.

Em Roraima, aconteceu no início da noite de hoje, o primeiro ato de protesto, em apoio às manifestações que estão acontecendo pelo país. Organizados pelo empresário Janderson Mesquita, centenas de jovens concentraram-se na Praça das Águas e marcharam até o Centro Cívico da capital, no centro.

A Manifestação Pacífica em Apoio as Manifestações do Brasil começou às 18h, porém o fim não foi precisado por parte da organização.

“Do centro cívico estaremos voltando para o Portal do Milênio, na Praça das Águas, onde continuaremos nossos gritos de manifestos”, disse Janderson Mesquita.

Os jovens se uniram e compareceram de maneira muito maior do que o esperado. “Tem cerca de 5 mil pessoas reunidas aqui, cobrando melhores condições da saúde, educação, infraestrutura, educação. Melhores condições de vida”, explica.

A manifestação não teve cunho político e dela participaram membros de todas as classes sociais e tribos. A maioria jovem, estudantes do ensino médio e superior, munidos de cartazes e bradando frases de manifesto contrário contra a corrupção e o desvio do dinheiro público.

“Estamos aqui lutando pelos nossos direitos. É assim, com a união, que seremos ouvidos e teremos a garantia de um futuro melhor. A população roraimense está abandonada e temos de lutar contra isso”, disse a estudante Daniela Alba.

Ao chegar no Centro Cívico, os manifestantes se concentraram em frente à Assembleia Legislativa e ocuparam a entrada do prédio. Outras manifestações ocorrerão nos próximos dias, sendo que a última acontecerá no domingo, 23.

POLÍCIA – De acordo com o Coronel da Policia Militar, Amaro Junior, a manifestação ocorreu de forma tranquila e pacífica.

“Não houve baderna e nem perturbação da ordem pública. Estivemos todo o tempo fazendo a segurança dos manifestantes e garantindo que o protesto ocorresse de forma segura, respeitando a todos”, disse.

Amaro Jr. reitera que a polícia estenderá seus serviços a todas as manifestações que estiverem ocorrendo ao longo da semana, sempre no intuito de coibir atos de vandalismo e preservar o bem-estar social.

(Bruno Fialho – Folha BV) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.