Pirlo, o craque que não exige a “camisa 10”, comanda a vitória da Itália

Rio – A Itália estreou na Copa das Confederações com o pé direito. Neste domingo, no Maracanã, a equipe europeia derrotou o México por 2 a 1 em sua primeira partida pelo Grupo A, contando com gols de Andrea Pirlo e Mario Balotelli, que foram bastante aplaudidos pela torcida carioca. O resultado é fundamental para as pretensões de classificaçãopara os italianos, já que teoricamente disputam o primeiro lugar da chave com o Brasil.

O técnico Cesare Prandelli fez o esperado e escalou a Itália somente com Balotelli no ataque, reforçando seu meio de campo e o setor criativo. No primeiro tempo, a equipe esbarrou na jornada pouco inspirada de Giaccherini e Marchisio. Já os mexicanos confiaram em Giovanni dos Santos e Chicharito Hernández para o setor ofensivo.

Na próxima partida, a Itália tenta encaminhar sua vaga contra o Japão, que foi derrotado pelaSeleção Brasileira no último sábado. A partida acontece na quarta-feira, às 19h. Mais cedo, às 16h, o México tenta manter viva a chance de classificação em confronto com o Brasil, que lidera o Grupo A por conta do saldo de gols.

A partida teve um início bastante movimentado, em que as equipes arriscavam chutes de fora da área para testar os goleiros adversários. Pelo lado italiano, Balotelli era quem mais tentava, mas sem sua melhor mira. Aos 10min, Guardado tentou o arremate e acertou o travessão italiano.

Acertar o alvo não foi problema para Pirlo, que fez seu 100º jogo por sua seleção. Aos 27min, o meio-campista cobrou falta da entrada da área e acertou o ângulo direito de Corona, que recuou os braços em vez de tentar espalmar a bola. A vantagem italiana, entretanto, não durou muito tempo. Aos 32min, Barzagli vacilou e derrubou Giovanni dos Santos na área. Chicharito foi para a cobrança e chutou firme no canto esquerdo.

Depois do intervalo, a Itália tomou controle do jogo e foi mais ao ataque. A defesa do México, entretanto, se postava bem e dava poucos espaços. Pirlo teve chance de ampliar em cobrança de falta aos 8min, em que a bola bateu na barreira e, no rebote, Montolivo chutou em cima de Corona. Pouco depois, o meio-campista bateu nova falta que passou perto da trave esquerda.

Famosa por sua defesa, a seleção italiana enfrentava problemas neste setor, cometendo erros que davam ao México a chance de ampliar. Aos 24min, Guardado alçou bola na área e Flores subiu sozinho, mas cabeceou para fora.

Quando a marcação mexicana deu espaço, entretanto, a Itália não perdoou. Aos 33min, Balotelli recebeu bola de Giaccherini e tocou na saída de Corona para marcar. O gol do centroavante garantiu a partida para os europeus, que passaram a jogar com mais calma. Deu tempo até para Prandelli substituir Balotelli por Gilardino, para que o atacante saísse ovacionado pelo Maracanã lotado.

Ficha técnica
MÉXICO 1 x 2 ITÁLIA
Gols
MÉXICO:
Chicharito Hernández, aos 34min do 1º tempo, Renato Cajá, aos 26min, e Guilherme, aos 34min do 2º tempo
ITÁLIA:
Pirlo, aos 27min do 1º tempo, e Balotelli, aos 33min do 2º tempo
MÉXICO: Corona; Flores, Francisco Rodríguez, Hector Moreno e Salcido; Torrado, Zavala (Jiménez), Guardado e Aquino (Mier); Giovani dos Santos e Chicharito Hernández
Treinador: Jose Manuel de la Torre
ITÁLIA: Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e De Sciglio; Pirlo, De Rossi e Montolivo; Marchisio (Cerci) e Giaccherini (Aquilani); Balotelli (Gilardino).
Treinador: Cesare Prandelli
Cartões amarelos
MÉXICO: Moreno e Giovani dos Santos
ITÁLIA: Barzagli e De Rossi
Árbitro
Enrique Osses (CHI)
Local
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
(Terra)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.