Pauderney e Artur se unem para o 2º turno

Manaus – Mais de duzentas pessoas lotaram o auditório do mezanino do Hotel Adrianópolis Flat onde, na manhã desta quinta-feira (11), o deputado federal Pauderney Avelino, ex-candidato a prefeito de Manaus, anunciou oficialmente seu apoio à candidatura de Artur Virgílio Neto, da coligação “O futuro é agora”, que vai disputar o segundo turno na capital amazonense.

Pauderney começou seu discurso, apontando que tinha preparado uma sala para poucas pessoas, mas o prestígio do Artur levou “uma multidão ao local” e agradeceu presença dos políticos, da militância, vereadores eleitos e simpatizantes.

“Quero dizer da minha amizade com o Artur e da longa aliança que temos no plano nacional e local. Entendo que este momento é de definições para a nossa cidade. Aquela aliança de 2008 será reeditada com o apoio do PSB e caminharemos juntos para eleger Artur Neto prefeito de Manaus”, declarou Pauderney.

O deputado apontou ainda que Artur não vai ter vida fácil na prefeitura: “Vai ganhar a eleição, mas não vai encontrar vida fácil. É um orçamento extremamente engessado. Difícil ter os recursos necessários para fazer o que é preciso fazer, consertar o que está errado. Manaus é uma cidade bonita que está jogada às traças.

Precisamos recuperar a beleza de Manaus”.

Por sua vez, Artur agradeceu a Pauderney destacou que o deputado “manteve intacto o seu conceito de homem público reto, dedicado às causas do Amazonas”. Para Artur, Pauderney não teve derrota porque serviu à sua cidade “fazendo uma campanha bonita, com a limpeza que fez”. “Colocou pra cidade suas ideias e haverá de receber da cidade uma consagração. A cidade vai perceber sua linha de coerência. O episódio do primeiro turno está encerrado e no segundo ele será peça importante e sairá vitorioso conosco”, completou.

Artur revelou que a conversa com Pauderney foi “limpa e de alto nível”. “O compromisso é que vamos incorporar propostas que farão parte do nosso programa de governo. O DEM tem quadros importantes e vamos trabalhar tanto com os quadros do partido quanto quem não faz parte de partido nenhum, porque quero fazer um governo de alta competência”, reforçou Artur.

“Que fique bem claro: não temos outra intenção que não, encerrado o processo eleitoral, governar Manaus. Não vamos perseguir ninguém. Eu quero estender minhas mãos inclusive para os adversários. Nós precisamos de todos para governar Manaus”, ratificou.

Sob perguntas dos jornalistas, Artur afirmou que não irá aceitar provocações. “Não teremos eleição sangrenta. Se alguém tentar, vai ficar falando sozinho. Temos inimigos graves e não vamos perder tempo atacando adversário. Nossos inimigos são os buracos nas ruas, as crianças fora das escolas e esses nós vamos derrotar inapelavelmente. Vamos derrotar as doenças como tuberculose e hanseníase e mandá-los de volta ao século XIX”, disse ele.

Sobre a vinda e participação de políticos nacionais na campanha do segundo turno, Artur apontou que “Manaus amadureceu para tomar suas decisões. Não precisa ninguém de fora dizer o que ela deve fazer. Visita de amigos e companheiros são sempre bem vindas”.

Sobre a montagem de um futuro secretariado, Artur disse que é preciso primeiramente vencer a eleição.
Por fim, a uma provocação do senador Eduardo Braga, Artur comentou que sua candidatura não representa continuidade da administração de Amazonino Mendes nem tem história política vinculada ao prefeito. “Ele (Braga) foi vereador pela força do Amazonino, deputado estadual, vice-prefeito, prefeito, governador, tudo pela força do Amazonino. Então ele deve muito ao Amazonino. Eu não!”, expôs. “Amazonino tem o meu respeito, mas eu não devo minha carreira política a ele, ao contrário do senador”, completou.

Ao encerrar, Artur convocou a população: “vamos a vitória espetacular do povo de Manaus!”.

(Texto: Jacira Oliveira – Foto: Alexandre Fonseca)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.