Parintins deve movimentar R$ 54 milhões durante o festival

Pelo menos 70 mil turistas são esperados para a 48ª edição do Festival de Parintins, que acontece no próximo fim de semana, dias 28, 29 e 30 de junho. A visita desse público nos três dias do evento deve injetar R$ 54 milhões na economia parintinense, conforme projeção da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

Os números foram apresentados nesta quarta-feira, 26 de junho, durante o lançamento do projeto “Voluntários do Turismo”, que recrutou pessoas, a maioria bilíngue, para fornecer aos visitantes orientações sobre a cidade. O policiamento especializado para atender os turistas estrangeiros também será reforçado com 20 policiais militares bilíngues.

Segundo os dados levantados pela equipe de profissionais da Amazonastur, o turista tem um gasto médio de R$ 140 por dia. Além disso, os gastos com hospedagem para a temporada giram na média de R$ 4 mil.

A pesquisa da Amazonastur ainda destaca a origem dos principais emissores de turistas para o Festival. A maioria é de Manaus, que envia 47,81%. Os demais são de Santarém (7,02%), Belém (5,70%), São Paulo (4,39%) e Itacoatiara (2,09%). “A média de idade desses turistas ficou em 36 anos”, informou a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, ao acrescentar que está confirmada para os próximos dias a chegada de 130 aviões e 320 embarcações.

Oreni disse ainda que a pesquisa funciona como feedback para o Governo do Estado conduzir suas ações sobre a organização do Festival, na área de segurança, infraestrutura etc. O projeto de voluntários lançado nesta edição do Festival atende justamente uma reclamação identificada no ano anterior.

“O projeto visa dotar o município de pontos fixos e estratégicos de informação turística durante o Festival. Serão montadas oito bases onde o fluxo de pessoas é maior”, informou Oreni. O projeto começa a funcionar nesta quinta-feira, 27 de junho, das 9h às 17h.

(Agecom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.