Parceria vai evitar o desperdício de papel

08-11maManaus – Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o projeto Oca do Conhecimento Ambiental vai evitar o desperdício de papel. A ideia surgiu no I workshop das Ocas, realizado até esta sexta-feira, 7, no auditório da Semed.

O secretário municipal de Educação, Humberto Michiles, explicou que o trabalho de reaproveitamento de material sustentável, além de contribuir para a preservação do meio ambiente pode ser uma forma de gerar recursos para as Ocas do Conhecimento, que já realizam ações de conscientização e preservação do meio ambiente com alunos e comunitários nas zonas Norte e Leste da cidade.

“A Semed tem um consumo de papel muito elevado que pretendemos aproveitar e reverter em benefício ao meio ambiente. Quando preservamos, nós investimos na qualidade de vida do meio em que vivemos e para esse trabalho dar certo, a principal ferramenta de mudança é a educação. Queremos e vamos fazer parceria com as Ocas. O projeto vai ser elaborado e assim que estiver pronto, pretendemos dar início ao trabalho e evitar o desperdício de material”, informou o secretário.

A ideia do trabalho de reaproveitamento surgiu no momento em que o secretário e a coordenadora das Ocas, Gina Gama, estiveram acompanhando a apresentação do projeto ‘Brinquedo Sustentável’, dos alunos da Escola Municipal Irmã Dulce, localizada no bairro São Francisco, zona Sul, que apresentaram brinquedos feitos de garrafas pets.
A iniciativa do projeto com as garrafas pet partiu dos alunos após perceberem a quantidade de lixo jogada no igarapé que fica próximo a escola, como informou a professora Glaucia Florencio, que é uma das coordenadoras do projeto ‘Brinquedo Sustentável’.

“Os alunos perceberam que havia muito lixo no igarapé e chegaram para mim com a ideia de recolher o material. Começamos a recolher e nos primeiros três dias conseguimos arrecadar mais de duas mil garrafas pets e transformamos em brinquedos. Nos reunimos no contraturno das aulas e confeccionamos os objetos. Aproveitamos a habilidade de um dos nossos alunos, o Gabriel, em eletrônica e montamos a carreta multiuso, que pode ser usada para vários meios pedagógicos”, explicou.

O aluno Gabriel Alcimar, 10, explicou que aprendeu a mexer em eletrônica com o tio e que pensou em fazer um carro com controle remoto e material reciclado para a feira de ciências da escola.

“Quando vi aquele lixo todo no igarapé eu pensei que nós deveríamos fazer alguma coisa. Foi quando falei para a professora, que conversou com a gestora e ela nos inscreveu na feira de ciências. Daí montamos o projeto. Esperamos contribuir para a preservação do meio ambiente e fazer parte de uma inovação tecnológica”, finalizou o aluno.

Papel das Ocas

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), um dos órgãos apoiadores do I Workshop Ocas do Conhecimento, participou nesta sexta-feira, 7, da mesa-redonda que encerrou a programação do evento, realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). A secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, destacou o importante papel das Ocas como espaços democráticos de educação informal e de discussão de temas ligados à questão ambiental, tendo o envolvimento da comunidade como foco principal.

A secretária da Semmas, junto ao juiz da Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa), Adalberto Carim, criador do projeto das Ocas, ressaltou ainda que iniciativas como esta refletem a preocupação que todos devem ter com o papel transformador da educação.

As Ocas do Conhecimento são espaços voltados ao desenvolvimento de ações socioeducativas utilizando a educação informal, com alunos no contraturno das aulas regulares, além de dar apoio e fortalecimento no tema da educação ambiental. As Ocas são mantidas pela Semed, em parceria com outros órgãos municipais. O workshop contou também com as presenças dos professores doutores Henrique Pereira, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e Augusto Fachin Teran, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

O workshop teve como tema “Socializando Saberes na Construção de Espaços Ambientais Sustentáveis”. A secretária Kátia Schweickardt lembrou os desafios vividos hoje pela gestão ambiental a partir do modelo de desenvolvimento implantado na cidade de Manaus, copiado de cidades europeias, que deu as costas para a floresta.

“Temos a missão de arborizar a cidade, mas para isso precisamos repactuar a urbanidade da cidade para colocarmos árvores em passeios públicos onde esses não existam e para podermos colocar árvores e melhorar assim o clima da cidade”, explicou. O evento contou com a apresentação do grupo Reciclabando Garis da Alegria, da Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp) e uma homenagem especial ao juiz Adalberto Carim feita por estudantes da rede municipal de ensino.

Texto: João Pedro Figueiredo (Semed) e Júlio Pedrosa (Semmas)
Foto: Lton Santos e Júlio Pedrosa

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.