Pagamentos suspeitos feitos por Tayah serão investigados

Vereador Isaac Tayah
Vereador Isaac Tayah
Amazonianarede – CBN

Manaus – Uma comissão está analisando os pagamentos feitos pelo vereador Isaac Tayah (PSD), na última semana de exercício do cargo de presidente da Câmara de Vereadores.

Foram pagos 3 milhões de reais a título de indenização para alguns servidores, considerados “os mais chegados” do ex-presidente. Um dos beneficiados foi o ex-diretor de Comunicação da Câmara de Vereadores, o jornalista Hiel Levy, que recebeu aproximadamente 60 mil reais.

O que chama a atenção é que Hiel foi demitido há 4 meses da Câmara, depois que o poder legislativo foi vasculhado pela Polícia Federal, por causa de uma investigação que envolve o jornalista num suposto esquema de notas fiscais frias descoberto através da Operação Sol Dourado. Hiel foi chefe da AGECOM no período em que houve um derrame de notas fiscais frias entre agências de publicidade que trabalhavam para o governo do estado.

Hiel Levy teve suas contas como gestor da Agência de Comunicação do Governo reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, que o incluiu no rol dos “fichas-sujas”.

Outras pessoas beneficiadas no apagar das luzes, receberam “indenizações” divididas em dois cheques. A atual diretoria da CMM quer saber porque o pagamento para a mesma pessoa foi dividida em dois cheques. Suspeita-se que um dos cheques tenha tido destino irregular.

Enquanto o vereador Isaac Tayah direcionou o pagamento para alguns servidores privilegiados da casa, muitos outros considerados arraia-miúda, deixaram de receber pleitos semelhantes.

Quem vai dar a palavra final sobre a legalidade dos pagamentos milionários suspeitos será o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.