Obras de recuperação da estrutura de captação do Proama iniciam na quinta-feira, diz governador José Melo

01-07melookManaus – A Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), operadora do complexo do Programa Água para Manaus (Proama), inicia na próxima quinta-feira, dia 3 de julho, os trabalhos de reparos na estrutura do complexo, comprometida após uma balsa se chocar com vigas de sustentação. A informação é do governador do Amazonas, José Melo.
“Nós conseguimos já concluir o estudo técnico sobre a questão. Vamos fazer duas grandes torres metálicas ancoradas lá embaixo, e essas torres vão segurar aquela tubulação para poder religar aquelas bombas. Enquanto isso, as medidas emergenciais, como o trabalho do religamento dos poços que já existiam, a questão dos carros-pipa e a plenitude do funcionamento da Ponta do Ismael, continuam em pleno andamento”, diz o governador.

O reparo na estrutura de captação do Proama inicia com a retirada da adutora de água bruta de aço (de 1.800 mm de diâmetro) para permitir a demolição das vigas e parte do tabuleiro da estrutura, que foram afetados no acidente. Paralelamente, a Cosama vai providenciar a contratação da empresa que vai produzir as vigas metálicas de suporte da adutora e nova estrutura de fechamento do vão. O vigamento metálico será feito sob medida para dar suporte à tubulação de captação de água. Sob a tubulação também serão colocados berços flexíveis para suportar a trepidação dos tubos.

Com os reparos, a Cosama espera restabelecer o fornecimento de água do Proama no menor prazo possível.

José Melo também ressaltou que determinou aos técnicos que a nova estrutura de sustentação seja reforçada. “As defensas (proteção das vigas do complexo) existem, elas estavam lá. No entanto, era uma balsa carregada de areia, com peso enorme e que entrou em plena velocidade. Portanto, se tivesse colocado lá o triplo de defensas não teria sido suficiente para conter um impacto tão grande. Agora, no novo projeto, eu pedi para que eles estudassem uma maneira de reforçar isso aí para que, em acontecendo lá na frente um novo acidente, os prejuízos possam ser menores”.

Medidas emergenciais

Enquanto os reparos na estrutura do Proama são providenciados, a Manaus Ambiental, responsável pelo abastecimento de água na capital, em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura de Manaus e Exército Brasileiro, continuará com a distribuição de água através de caminhões-pipa, de forma gratuita. São 25 veículos destinados a reforçar o abastecimento nas áreas mais críticas.

Além dos caminhões-pipa, a Manaus Ambiental informou que realizou manobras nas Estações de Tratamento do complexo de produção de água da Ponta do Ismael, na Compensa, zona oeste, para ampliação do atendimento das zonas cobertas pelo Proama, aumentando a vazão em mais de 500 litros d´água por segundo, em cada Estação de Tratamento.

Também foram reativados 18 poços artesianos, de um total de 29 que voltarão a ser interligados pela Manaus Ambiental.

Foto: Alex Pazuello / Agecom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.