Número de empregos gerados em janeiro é o mais baixo para o mês desde 2009

Amazonianarede – Folha SP

Brasília – O Brasil criou 28,9 mil novos postos de trabalho com carteira assinada em janeiro, número 75,7% inferior ao mesmo período do ano passado (118,895 mil). Este é o pior resultado para o mês de 2009.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (22) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a partir dos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Esse balanço considera as informações encaminhadas ao Ministério do Trabalho no prazo regular, conhecida como série sem ajuste.

Em relação ao mês anterior, houve um aumento de 0,07% no estoque de emprego na economia. O resultado, segundo o Ministério do Trabalho, indica uma perda de dinamismo do emprego já apontado em 2012.

PRINCIPAIS SETORES

O setor de comércio puxou a desaceleração ao reduzir o número de vagas em 0,75%, resultado do fechamento de 67.458 postos de trabalho. Trata-se do pior resultado para o setor em janeiro desde o início da série histórica, que começou em 1992.

Seis dos oito setores de atividade econômica pesquisados criaram vagas em janeiro. A indústria de transformação foi o setor que mais contratou, com a abertura de 43,37 mil vagas formais. No mesmo mês do ano passado foram criados 37,46 mil empregos formais.

O setor construção civil foi o segundo maior contratante em janeiro, com a criação de 33,42 mil vagas.

Ainda assim, o número é menor do que a criação de 42,19 mil vagas abertas em janeiro de 2012.

Rodolfo Torelly, diretor do Departamento de Emprego e Salário do Ministério do Trabalho, admite que o resultado no mês foi fraco, mas ressaltou o bom desempenho da indústria.

Para ele, a criação de empregos na indústria é resultado dos estímulos do governo para esse setor.
No início do ano, o Ministério do Trabalho estimou a criação de aproximadamente 2 milhões de empregos formais em 2013. Segundo Torelly, “Se [a criação de vagas] seguir nesse ritmo, é claro que não vai atingir essa meta”, mas ele espera que os próximos meses mostrem reação.

Em 2012, o Brasil criou 1,3 milhão de novos postos de trabalho com carteira assinada, o menor saldo desde 2009, considerando a série com ajustes até o mês de novembro. O resultado é 33% inferior ao verificado em 2011, quando foram gerados 1,9 milhão empregos.

EMPREGOS POR REGIÃO

Ainda de acordo com o Ministério do Trabalho, a região Sul criou 48,84 mil postos formais abertos em janeiro, puxada pelo dinamismo do mercado de trabalho em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Em seguida, aparece a região Centro-Oeste, com a abertura de 16,33 mil vagas com carteira criadas em janeiro.
A região Nordeste fechou 29,2 mil postos no mês passado, de acordo com o Ministério, por “fortes fatores sazonais relacionados, em grande parte, à atividade sucroalcooleira”.

A região Sudeste, por sua vez, fechou 1.583 empregos em janeiro de 2013, enquanto o Norte registrou a demissão de 5.495 trabalhadores no primeiro mês deste ano. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.