Nova eleição, nova história

Osny Araújo*

As eleições municipais realizadas no último domingo mostraram algumas novas facetas da política amazonense, com alterações substancias na nossa história política, o que pode ser visto como um bom sinal para o futuro em termos de política partidária, com o eleitor mais presente e consciente na hora de votar.

Para a Prefeitura de Manaus, a mais importante capital da Amazônia brasileira, deu à lógica e foram para o segundo turno os candidatos que sempre estiveram comandando as pesquisas. Arthur Neto, do PSDB e Vanessa Grazziotin, do PCdoB, vindo em terceiro com uma boa performance o deputado federal Henrique Oliveira, do PR, agora objeto de desejo para o apoio no segundo turno, dia 28.

O fato é que com qualquer resultado, seja eleito ou não para a Prefeitura, Arthur que abriu uma grande vantagem sobre Grazziotin, será sem nenhuma dúvida o grande vencedor do pleito. Faço essa afirmação em função de como o “tucano” provou que é bom, de voto, numa briga em que teve como adversários o governador Omar Aziz, (PSD), o senador Eduardo Braga, (PMDB), a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula (PT) além de vários ministros que apareceram nos programas de radio e Tv pedindo votos para Grazziotin e Arthur bateu a todos no primeiro turno.

Agora teremos o segundo turno e a campanha direta, só entre os dois candidatos deverá ser bem acirrada. Arthur é pole e tem uma vantagem invejável, mas Vanessa está viva e também se articulando, logo, teremos uma nova eleição e outra história a ser protagonizado no próximo dia 28, último domingo de outubro.

Outro ponto interessante registrado na eleição de ontem, foi à subida da liderança do governador Omar Aziz que elegeu a maioria de prefeitos no interior, a queda de Eduardo Braga, que ficou em segundo lugar na eleição de prefeitos e registra também a fragilidade dos partidos de esquerda, principalmente o PT na capital que elegeu apenas três vereadores.

Para a Câmara Municipal de Manaus, a população votou pela renovação e nomes conhecidos não tiveram sucesso nas urnas e muitos novatos apareceram para tomar os seus lugares, mas ainda não dá para entender a maior votação ter sido para o vereador Reizo Castelo Branco. Mas o fato, é que a renovação no legislativo da cidade foi superior a 50% e isso é uma mudança e tanto.

Agora, que os dois candidatos majoritários já recomeçaram as campanhas para o segundo turno, o que se espera é que tenhamos uma campanha com amostragem de propostas, de ideias, projetos e de como serão solucionados os graves problemas da cidade de Manaus, mas sem insultos e a entrada em questões pessoais, até porque, isso não leva a nada. A vida pessoal dos candidatos não interessa à ninguém. O que interessa para a sociedade são as propostas para administrar a nossa cidade.

Que esse inicio-resto de campanha seja de respeito entre os dois candidatos à sociedade, com os dois se portando como adversários e não inimigos. Esse é o comportamento que fortalece uma democracia.

(Postagem simultânea nos sites: Noticianahora, Amazonianarede,Tadeudesouza e blog Jornalismo Eclético)

*Osny Araújo é jornalista e analista político.
E-mail: [email protected]

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.