Natal deste ano registrou trânsito menos violento nas rodovias brasileiras

27-12carrosBrasília – Este Natal foi menos violento nas estradas brasileiras. Diminuiu o número de acidentes graves em relação ao ano passado.

Em um acidente na BR-070, que liga Mato Grosso a Brasília, o motorista perdeu o controle do carro e capotou. Cinco pessoas ficaram feridas, entre elas um bebê de três meses.

Segundo o balanço da Polícia Rodoviária Federal, entre os dias 20 e 25 deste mês, 183 pessoas morreram e 2.224 ficaram feridas, em 3.258 acidentes nas estradas federais do país.

O índice de acidentes graves, em que houve pelo menos um ferido grave ou uma morte, caiu 51% em comparação ao ano passado, quando o levantamento foi feito entre os dias 21 e 26 de dezembro. A mortalidade também caiu: 16%, com 2,1 mortes por um milhão de veículos

“Eu diria que é um somatório de fatores. Obviamente, um incremento da nossa fiscalização, levando em consideração principalmente os pontos críticos de acidentes e entendemos também uma maior sensibilização por parte do condutor. Ele está se tornando mais consciente”, destaca Edson Nunes, chefe de Planejamento Operacional da PRF.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, 30% das mortes nas rodovias brasileiras ocorrem em decorrência de colisões frontais e esse tipo de acidente é por causa de uma das infrações de trânsito mais comuns nas estradas: a ultrapassagem indevida.

Eduardo foi flagrado pela polícia quando ultrapassava na faixa contínua, o que é o proibido. Vai pagar multa de R$ 957,70.

Na BR-406, entre as cidades de João Câmara e Jandaíra, no Rio Grande do Norte, uma batida de frente provocou uma tragédia: cinco pessoas morreram e seis ficaram feridas.

Elnomar saiu de Belo Horizonte para passar o réveillon com os pais, no Distrito Federal. Para ele, o importante é chegar em segurança.

“Tem que ter bastante cuidado. É o maior patrimônio que a gente tem, a família. Então, você tem que zelar bem”, diz Elnomar do Nascimento, operador de escavadeira.

Amazonianarede – EBC

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.