Mensagem do Executivo pede a criação de dez cargos técnicos para o Implurb

CMMManaus – A criação de dez cargos comissionados na estrutura organizacional do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) será avaliada, na próxima semana, pelo plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM). A proposta integra a mensagem do Executivo Municipal nº 24/2014, que propõe o Projeto de Lei (PL) para a criação de seis cargos comissionados de Assessor Técnico II e outros quatro cargos comissionados de Assessor Técnico III, para a área técnica – arquitetos e engenheiros.

O PL encaminhado para aprovação pelos vereadores em regime de urgência foi despachado à Diretoria Legislativa (DL) pelo presidente da Casa Legislativa, vereador Bosco Saraiva (PSDB), na manhã desta sexta-feira (16). Na mensagem encaminhada à CMM, no último dia 9, o prefeito em exercício na ocasião, vereador Sildomar Abtibol (Pros), justifica a criação dos cargos destacando o princípio constitucional da eficiência, na administração pública.

Conforme o texto do PL, o Implurb necessita manter e dar continuidade à adequada gestão dos serviços públicos sob sua responsabilidade. Os novos parâmetros estabelecidos pelo Plano Diretor Urbano e Ambiental e o Código de Obras e Edificações de Manaus são ressaltados na mensagem, assim como as demandas crescentes dos munícipes, junto ao órgão. O documento destaca ainda o concurso realizado em 2012, pelo Implurb, cujo provimento de cargos não conseguiu atender às necessidades da autarquia, além de citar a possibilidade de um novo certame.

Valores

Os vencimentos dos referidos cargos serão de R$ 3.088, para o cargo de Assessor Técnico II, mais a gratificação de R$ 1.544, resultando em R$ 4.632; e de R$ 2.162, para o cargo de Assessor Técnico III, juntamente com a gratificação de R$ 1.081, resultando em R$ 3.243.

Os estudos técnicos de adequação e estimativa de impacto orçamentário e financeiro realizados pelo Implurb – e que constam no PL -, dão conta de que a criação dos dez cargos, não irá afetar as finanças do Instituto. A contratação tem compatibilidade com a Lei Orçamentária Anual (LOA) nº 1.830/2014; a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), nº 1.750/2013; e com o Plano Plurianual (PPA) Municipal nº 1.831/2014. Conforme a planilha dos estudos técnicos do Implurb, os dez cargos terão o impacto mensal de R$ 59.576,04, e anual de R$ 585.831,06 na folha da autarquia. O orçamento disponibilizado pela LOA 2014, para o Implurb é de R$ 12.330.000,00.

Fonte: CMM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.