Meninas do Brasil vencem China e decide o Torneio Internacional contra os Estados Unidos

19-12brasilBrasília – Brasil x Estados Unidos: uma final aguardada por todos desde que foi anunciada a participação das norte-americanas no Torneio Internacional de Futebol Feminino.

E elas chegaram com toda pompa e marra a Brasília, assumindo o favoritismo da seleção número 1 do ranking mundial.

Mas, antes da terceira rodada, nesta quinta-feira, as visitantes se viram nas mãos das brasileiras: apenas a vitória da Seleção verde-amarela sobre as chinesas classificaria a equipe da musa Hope Solo. E foi o que aconteceu, com direito à goleada por 4 x 1. Neste domingo, será escrito mais um capítulo do embate entre as duas potências, que reúnem as principais estrelas do futebol feminino. O time verde-amarelo atuará por um empate para ser campeão.

A partida entre Brasil e China começou movimentada no Mané Garrincha. Apesar de já classificadas para a final, as brasileiras seguiram à risca o que prometeram durante a semana: nada de corpo mole, mesmo poupando algumas atletas, como a atacante Marta. Do outro lado, as chinesas tentaram impor a conhecida correria e o toque de bola de costume. Com a diferença de que o empate ou a vitória sobre a Seleção Brasileira as levariam para a final. Não adiantou.

As meninas comandadas pelo técnico Vadão estavam embaladas pela vitória sobre os Estados Unidos, na última rodada, e deram mais um show. Desta vez, diante de 3.435 pagantes — público que não desanimou com o adiamento de 24 horas do jogo, por causa das fortes chuvas em Brasília. Mesmo sem contar com algumas titulares, poupadas para a final no domingo, o Brasil arrancou o grito de “olé” das arquibancadas, ainda não ecoado nesta edição do torneio.

A aniversariante da semana, Beatriz, retribuiu a oportunidade de começar jogando — e o bolo com direito a parabéns que ganhou dos fãs no treino de terça — com uma roubada de bola sobre a goleira Wang Fei. Ao lance, se seguiu um verdadeiro presente para a companheira Darlene, que, sozinha, diante do gol, não teve dificuldade em empurrar a bola para dentro logo aos 13 minutos. E não parou por aí. Menos de 10 minutos depois do lance, Beatriz roubou novamente a bola, agora, na altura do meio de campo, e fez fila: driblou quatro adversárias até ver a goleira defender com a perna esquerda a finalização rasteira que fez, já dentro da pequena área.

A partir de então, foi um verdadeiro bombardeio. Formiga emendou um forte chute de fora da área, que passou muito perto, saindo por cima da trave, antes de Andressinha bater com maestria uma falta no ângulo esquerdo. O confronto seguiu dominado pelas brasileiras, que continuaram arrancando gritos da torcida pelo envolvente toque de bola e pelas perigosas jogadas de ataque a todo instante no gol adversário.

No segundo tempo, Tamires deu um chapeuzinho na entrada da área, girou e passou para Debinha finalizar e marcar mais um: 3 x 0. Os lances de gol continuavam por todos os lados, até que Raquel sofreu pênalti aos 19 minutos da parcial final. Andressa Alves bateu firme no canto direito e fechou a cota brasileira. Antes de se despedirem da competição, as chinesas, que surpreenderam com o bom futebol — principalmente pelo empate com os Estados Unidos —, ainda fizeram o gol de honra de cabeça no último minuto da partida.

Amazonianarede – Correio Brasiliense

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.