Líderes indígenas denunciam falta de diálogo e apoio do governo do Acre

(Com informações do site www.amazônia.org.br)

Lideranças de dez povos indígenas do Acre pediram que o Ministério Público Federal (MPF) passe a acompanhar as políticas indigenistas dos governos estadual e federal no Estado.

Na tarde desta quinta-feira, 7, elas apresentaram um documento com informações e solicitaram que o MPF interceda junto ao governo do Acre e ao governo federal para solucionar a situação e fazer valer os direitos dos povos indígenas.

Os povos Kaxinawá, Ashaninka, Katukina, Manchineri, Shawãdawa, Shanenawa, Nukini, Puyanawa, Nawa e Yawanawa querem o apoio do MPF na avaliação dos programas governamentais.

No documento entregue aos procuradores da República, os indígenas assinalam o diálogo entre os “avanços significativos”, mas reclama que nos últimos anos, na gestão do governador Sebastião Viana (PT), consideram insatisfatórios os resultados dos programas.

Na educação a maior reclamação é quanto à valorização e garantia de direitos dos professores indígenas agrava a situação.
Os indígenas consideram como motivos da origem de muitos problemas a falta de diálogo contínuo e a pouca preocupação com a efetividade dos programas, demonstrada pela ausência de mecanismos participativos de monitoramento e de avaliação das ações.

De acordo com as lideranças, vários documentos foram enviados, reuniões realizadas com os secretários e assessores do governo do Acre, onde foram manifestadas insatisfações com a condução das políticas públicas para os povos indígenas e apresentadas recomendações.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.