Justiça defere reintegração de posse de Belo Monte

Belém – O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou na noite de quarta-feira (8), a reintegração de posse do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Vitória do Xingu, no Pará, ocupado por manifestantes indígenas desde a última quinta-feira (2).

A decisão permite o uso de força policial federal e estadual durante a reintegração. O despacho também indeferiu os pedidos do Ministério Público Federal (MPF) para que fosse permitido o acompanhamento de jornalistas e advogados durante a ação.

A previsão é de que o canteiro de obras seja desocupado durante o início da manhã desta quinta-feira.
Cerca de 160 indígenas de seis etnias ocupavam o canteiro de obras há uma semana, reivindicando a suspensão dos estudos e obras de barragens até que fosse regulamentada a consulta prévia aos povos afetados pela construção.

Na noite de quarta-feira (8), um grupo de indígenas já havia deixado o local após negociação com a Norte Energia, detentora da concessão da usina, e com a Fundação Nacional do Índio (Funai).
(DOL)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.