Inicia nesta segunda reforço da vacinação contra febre aftosa na área indígena

Boa Vista – A Prefeitura inicia, nesta segunda-feira (15), a segunda etapa de vacinação contra a Febre Aftosa nas 14 comunidades indígenas de Boa Vista. A expectativa é que, até 1º de novembro, 5.500 animais sejam vacinados. A abertura da campanha acontecerá a partir das 10h na comunidade Truarú da Cabeceira.

A imunização dos rebanhos é obrigatória. A ação beneficia as comunidades Bom Jesus, Lago Grande, Milho, Akaan, Campo Grande, Darôra, Vista Alegre, Ilha, Vista Nova, Mauixi, Truaru da Cabeceira, Serra do Truaru, Morcego e Serra da Moça.

De acordo com a secretária municipal de Gestão Ambiental e Assuntos
Indígenas, Dilma Costa, a vacinação faz parte do incentivo da Prefeitura à atividade pecuária para potencializar a vocação das comunidades indígenas, que já criam gado para complemento da alimentação e como força de tração animal.

“Queremos garantir a qualidade do gado que é usado na alimentação. É necessário que esse animal seja imunizado duas vezes ao ano. A nossa meta é imunizar 100% do gado nas 14 comunidades indígenas”, disse Dilma.

Além da vacinação e da aplicação de vermífugo, os pecuaristas também recebem orientações simples para a melhoria no manejo dos bovinos. Eles aprendem sobre a necessidade de trocar os reprodutores a cada três anos; descartar as fêmeas com idade avançada; descartar as fêmeas que tenham abortado; enterrar ou incinerar os ossos de animais mortos; além dos cuidados com o calendário de vacinação do rebanho.

Febre aftosa – A doença, altamente contagiosa, causa febre e bolhas na boca, narinas, focinho, tetas e patas dos animais. A vacinação ocorre anualmente em duas etapas, abril e outubro, porque a imunidade do rebanho tem duração de seis meses.

(Por:Folha BV)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.