Inflação oficial sobe 0,86% em janeiro e é a mais alta em quase 8 anos

Amazonianarede – Ag.Estado

Rio – A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,86% em janeiro, ante uma variação de 0,79% em dezembro, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Trata-se da maior variação mensal desde abril de 2005, quando o aumento foi de 0,87%. O índice também foi o maior para meses de janeiro desde 2003, quando a taxa foi de 2,25%.

Em janeiro de 2012, o IPCA tinha ficado em 0,56%, o que fez a taxa em 12 meses acelerar de 5,84% em dezembro para 6,15% em janeiro de 2013, afastando-se ainda mais do centro da meta estipulada pelo governo, de 4,5%.

O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas das instituições do mercado financeiro consultadas pelo AE Projeções, que iam de uma taxa de 0,77% a 0,90%, e acima da mediana, de 0,83%. Em 12 meses até janeiro, o IPCA acumulou uma alta de 6,15%, acima do centro da meta estipulada pelo governo, de 4,5%.

Alimentos e Despesas Pessoais

Os preços dos alimentos não deram trégua neste início de ano e subiram 1,99%, puxando a alta de 0,86% na inflação medida pelo IPCA em janeiro.

A alta do grupo alimentação e bebidas ficou acima da taxa de 1,03% verificada em dezembro. O resultado foi um impacto de 0,48 ponto porcentual no IPCA, o equivalente a 56% da inflação do mês.

Segundo o IBGE, problemas climáticos reduziram a oferta de vários produtos, ocasionando fortes aumentos de preços. Os destaques foram o tomate (26,15%) batata-inglesa (20,58%), cebola (14,25%), hortaliças (10,86%) e cenoura (9,83%).

Os cigarros ficaram 10,11% mais caros em janeiro, o que fez o item registrar o principal impacto sobre o Índice IPCA. A alta, causada pelo aumento no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), resultou em uma contribuição de 0,09 ponto porcentual para a taxa de 0,86% do IPCA de janeiro.

O item puxou a alta de 1,55% no grupo Despesas Pessoais no período, o segundo maior impacto de grupo sobre o IPCA de janeiro, embora tenha desacelerado em relação à taxa de dezembro, quando ficou em 1,60%.
Ainda no grupo Despesas Pessoais, os gastos com empregados domésticos desaceleraram de 0,82% em dezembro para 0,58% em janeiro.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 0,92% em janeiro, após ter registrado alta de 0,74% em dezembro.

Com o resultado, o índice acumulou uma alta de 6,63% em 12 meses, acima da taxa de 6,20% acumulada nos 12 meses anteriores. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.