Implosão de garimpo ilegal deve ocorrer nesta 6ª em Mato Grosso

Garimpo ilegal em Mato Groso, deve ser implodido nesta sexta
Garimpo ilegal em Mato Groso, deve ser implodido nesta sexta
Garimpo ilegal em Mato Groso, deve ser implodido nesta sexta

Mato Grosso – A implosão de galerias, túneis e buracos abertos durante a extração ilegal de ouro na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, cidade a 483 km de Cuiabá, está prevista para ocorrer nesta sexta-feira (13). A área foi explorada por garimpeiros pelo período de pouco mais de dois meses e desocupada na última terça-feira (10) por forças policiais através de determinação judicial.

Segundo a Polícia Federal, uma empresa especializada foi contratada para implodir os túneis e demais áreas abertas pelos garimpeiros durante o período em que a Serra da Borda foi explorada.

Além de destruir as galerias, a PF diz que é necessário a implosão para evitar que as pessoas voltem a invadir a área ou até mesmo para diminuir riscos de desmoronamento na região.

Segundo o delegado da PF, Jesse James de Freitas, o acesso ao local da implosão será restrito para apenas as pessoas envolvidas na operação. A segurança será reforçada, inclusive, o fluxo de veículos nas estradas próximas será controlado. A expectativa é que até o início da tarde a operação seja finalizada.

Dias antes da implosão, uma equipe composta por servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT) e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) fez perícias ambientais na área explorada pelos garimpeiros.

Conforme a PF, os policiais (federal, militar, civil e rodoviária) que integram a operação de desocupação devem fazer um revezamento para fiscalizar e patrulhar o local até que a área seja monitorada por policiais da Força Nacional, evitando novas invasões.

Garimpo O garimpo na Serra da Borda começou a ser explorado há pouco mais de dois meses e, nesse período, chegou a ter pico de cinco mil pessoas na área, entre garimpeiros profissionais e ocasionais, tentando retirar o ouro.

O caso foi levado ao conhecimento da Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) e, no dia 16 de outubro, o juiz Francisco Antônio de Moura Júnior, substituto da subseção da Justiça Federal em Cáceres, a 220 km da capital), decretou o fechamento do garimpo, com a retirada de todos os trabalhadores do local e apreensão de todo o minério extraído ilegalmente.

Os sonhadores com o ouro no garimpo de Mato  Grosso, eram milhares
Os sonhadores com o ouro no garimpo de Mato Grosso, eram milhares

Os garimpeiros pedem para que a extração seja legalizada e, atualmente, têm recolhido assinaturas para criar uma espécie de associação.

Além disso, um grupo de aproximadamente 200 garimpeiros bloqueou a BR-174 contra a desocupação da Serra da Borda.

A exploração do garimpo também gerou investigações pela Polícia Federal, que descobriu uma organização criminosa, composta por policiais civis e militares, que extorquiam garimpeiros e controlavam o comércio no garimpo ilegal.

Amazonianarede-Agencia Globo

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.