Iluminado, Renato garante vitória do Flamengo sobre Olaria

Amazonianarede – Lancenet

Rio – O Flamengo entrou em campo já classificado para a semifinal e com a primeira colocação do Grupo B assegurada. Porém, com o time quase titular, não quis saber de corpo mole e bateu o Olaria, mas com alguma dificuldade. E justamente o jogador que fez a escalação ser ‘quase’ a titular que fez a diferença. Renato, que voltou ao time, marcou dois gols (um deles um golaço de falta) e garantiu a vitória do Fla na última rodada da fase de grupos da Taça Guanabara.

O time da Gávea terminou o primeiro turno do Campeonato Carioca com 22 pontos e invicto. Já o Olaria, com apenas três pontos, não venceu nenhuma nesta primeira etapa do Estadual.

Agora, o Flamengo terá de esperar o complemento da rodada para saber seu adversário nas semifinais, no próximo domingo. Isso porque, no Grupo A, Vasco e Madureira ainda brigam por uma vaga e, ainda assim, dependendo da combinação de resultados, o Botafogo pode passar à próxima fase na segunda colocação. Vale ressaltar que o primeiro colocado do Grupo B (Flamengo) enfrentará o segundo do Grupo A.

O JOGO

A partida começou sem grande animação. O Flamengo, com mudança no meio de campo, apresentava falhas na marcação e dava espaços para o Olaria chegar com perigo nos contra-ataques. O time de Dorival Junior, por sua vez, chegava bem ao ataque, mas não levava muito perigo ao gol de Rafael Moreno. Prova disso é que a primeira defesa do camisa 1 do Olaria foi aos 14 minutos, após chute forte de Carlos Eduardo.

Porém, o ‘marasmo’ da partida não permaneceria por muito tempo. Renato, que voltava à equipe titular, fez questão de fazer a torcida no Raulino de Oliveira explodir. Primeiramente aos 21, de cabeça, depois de cobrança de falta de Carlos Eduardo para a área. Apenas três minutos depois, um golaço. Hernane sofreu falta na intermediária e o volante se apresentou para cobrar. Resultado: uma pancada no ângulo esquerdo de Moreno. Indefensável! A camisa 11, que até rodada passada estava com o jovem Rafinha, parece estar iluminada na Gávea.

No restante, a se destacar um lance um tanto quanto estranho. Léo Moura, ao tentar passar pelo oponente, pisou na bola e caiu, deixando-a para o time adversário. Léo Rocha (aquele mesmo da cavadinha contra o Botafogo quando defendia o Treze-PB) viu Felipe adiantado e tentou do meio de campo, mas sem sucesso.

Já nos minutos finais, após cruzamento da esquerda, Hernane perdeu um gol na cara de Moreno, desperdiçando a chance de o Flamengo ir para o intervalo com uma vantagem ainda maior.

No retorno para o segundo tempo, a equipe de Dorival Junior passou a errar muitos passes e as dificuldades para deixar o campo de defesa apareceram. Assim, Felipe apareceu para fazer boas defesas e evitar que o Olaria diminuísse a vantagem rubro-negra.

Aos 16 minutos do segundo tempo, Gabriel, único reforço para esta temporada que ainda não havia entrado em campo, fez a sua estreia com a camisa do Flamengo, ao entrar no lugar de Carlos Eduardo.

Aos 31, um susto para a torcida rubro-negra. Daur, que entrou no segundo tempo, encobriu o goleiro Felipe e a bola carimbou o travessão. Pode-se dizer, inclusive, que a etapa final foi mais de sustos que outra coisa para o time do Flamengo. Principalmente nos contra-ataques da equipe alvianil.

Apesar da vitória, a atuação da equipe rubro-negra foi uma das piores em todo o Campeonato Carioca. Porém, o time já estava classificado e, agora, espera o fim da rodada para saber quem será o adversário no mata-mata.

Como terminou na primeira colocação do Grupo B, jogará no próximo domingo contra o segundo do Grupo B (no momento, o Vasco).

FICHA TÉCNICA
OLARIA 0 X 2 FLAMENGO
Estádio: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data/hora: 23/02/2013 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Philip Georg Bennet (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Lourenço Massarra dos Santos (RJ)
Renda e público: R$ 60.840,00 / 4.712 pagantes
Cartões Amarelos: Rafael, Leandrão, Waldir, Assis (OLA), Alex Silva, Cáceres, Renato (FLA)
Cartões vermelhos: nenhum
GOLS: Renato, 21’/1ºT (0-1); Renato, 24’/1ºT (0-2)
OLARIA: Rafael Moreno, Lucas, Rafael, Cleberson, Calisto e Assis, Lenine (Emilio – 27’/2ºT), Vitor e Léo Rocha (Leandrão – Intervalo); Leozinho (Daur – 21’/2ºT) e Waldir. Técnico: Luiz Antônio
FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González (Alex Silva – Intervalo) e João Paulo; Cáceres, Ibson e Renato; Carlos Eduardo (Gabriel – 16’/2ºT), Rafinha e Hernane (Igor Sartori – 27’/2ºT). Técnico: Dorival Junior.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.