Ibama ocupa fazendas embargadas e apreende 372,6 toneladas de soja no sudeste do Pará

Novo Progresso, PA – O Ibama apreendeu 372,6 toneladas de soja e ocupou duas fazendas que produziam grãos em áreas embargadas pelo instituto por desmatamentos ilegais em Dom Eliseu e Ulianópolis, no sudeste do Pará. A ação faz parte da operação Bom Conselho, que acontece nos municípios desde terça-feira 14/05, para combater o avanço da monocultura de grãos sobre os remanescentes de floresta nativa da região.

Os produtos apreendidos foram doados ao programa Mesa Brasil para aplicação em projetos de combate à fome. Na segunda-feira (20/05), começaram os carregamentos dos primeiros caminhões para a retirada da soja doada, que seguirá para a capital do estado.

“Estamos retornando a Dom Eliseu e Ulianópolis para impedir que o crescimento da área agrícola no sudeste paraense implique também em mais aumento nos desmatamentos não autorizados”, explica o superintendente do Ibama no Pará, Hugo Américo, se referindo as operações realizadas pelo Ibama em 2012, quando o instituto aplicou R$ 43,9 milhões em multas e embargou 5,7 mil hectares de desmatamentos ilegais realizados para a expansão de plantações de grãos nos dois municípios.

A operação Bom Conselho apreendeu até agora grãos de uma fazenda embargada por desmates ilegais em 2010 e 2012, a 38 km do centro de Dom Eliseu. A propriedade, que tem um histórico de R$ 5,3 milhões em multas no Ibama, já havia concluído a colheita nas áreas embargadas quando os agentes chegaram à região. As 372,6 toneladas de soja, porém, foram localizadas em um silo comercial, onde ocorreu a apreensão. O fazendeiro, para mascarar a origem irregular da soja, expediu notas fraudadas como se ela tivesse sido cultivada em outra propriedade, não embargada.

Na segunda fazenda ocupada, a cerca de 15 km do centro de Ulianópolis, a lavoura se estende por 16 mil hectares de arroz, milho e soja. Cerca de 3,5 mil hectares de áreas desmatadas irregularmente foram embargadas entre os anos de 2007 e 2013. As equipes do Ibama ainda realizam o levantamento da quantidade de grãos que será apreendida nas lavouras. A estimativa é que alcance cerca de seis mil toneladas. Em abril deste ano, durante a Operação Commodity, o Ibama apreendeu 128 toneladas de arroz cultivado em áreas embargadas, duas colheitadeiras e dois tratores nesta propriedade. O arroz apreendido foi doado à prefeitura de Paragominas que o utiliza na merenda de crianças das escolas públicas da cidade.

Localizados na nova fronteira agrícola do Pará, Dom Eliseu e Ulianópolis vinham apresentando aumento nas áreas desmatadas desde a segunda metade do ano passado, segundo os alertas do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), o que levou diversas operações do Ibama à região. Antes disso, as duas cidades do sudeste paraense acumulavam sucessos no controle dos desflorestamentos ilegais e na regularização ambiental, o que levou a retirada das duas cidades, ainda em 2012, da lista dos municípios que mais desmatam do Ministério do Meio Ambiente, para onde elas poderão retornar se não houver queda nos desmatamentos.

Nélson Feitosa
Ascom Ibama/PA

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.