Governo do Amazonas realiza nesta sexta segunda audiência pública da Cidade Universitária

Amazonianarede – Ipaam

Manaus – O Governo do Estado, por meio do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), confirma para esta sexta-feira, 14 de dezembro, a realização da Audiência Pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (Rima) referentes ao licenciamento do projeto da Cidade Universitária da UEA.

A Audiência Pública vai ocorrer a partir das 9 horas, no Auditório da Universidade Paulista (UNIP), no Bloco 1, térreo, localizada na Rua Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife) nº. 4.390, bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul.

A Audiência Pública a ser realizada na UNIP também é aberta à população. Os participantes podem se manifestar e formular perguntas que serão registradas em ata e passarão a fazer parte do processo de licenciamento.
O presidente do IPAAM, Antonio Ademir Stroski, espera que haja uma platéia tão expressiva quanto a de Iranduba.

Primeira audiência

Das 9h às 14h15 desta quinta-feira, 13 de dezembro, foi realizada a primeira Audiência Pública sobre o licenciamento da Cidade Universitária, programada para o município de Iranduba (a 27 Km de Manaus), no ginásio da Escola Isaías de Vasconcelos, que reuniu mais de 300 participantes entre autoridades, moradores do centro de Iranduba e comunitários da área de influência do Projeto.

Uma terceira audiência pública foi acordada entre o Governo do Amazonas e o Ministério Público Federal (MPF), cuja data e local serão combinados em reunião a ser realizada na próxima quarta-feira (19) com os órgãos estaduais afins, dentre eles o IPAAM como responsável, conforme lei ambiental, pela convocação das audiências públicas para apresentação do EIA/RIMA exigido na emissão de licenças ambientais de instalação em empreendimentos de grande porte.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.