Governador José Melo vai reduzir em 10% seu próprio salário, do vice e dos secretários

Medida atingirá todo o primeiro escalão do governo
Medida atingirá todo o primeiro escalão do governo
Medida atingirá todo o primeiro escalão do governo

MANAUS – O governador José Melo (Pros) encaminhou na tarde de hoje (5) para a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) uma emenda ao projeto da segunda reforma administrativa, que deve ser votado nesta semana, reduzindo em 10% o próprio salário, além do salário do vice-governador Henrique Oliveira (SDD), e de todo primeiro escalão, que inclui secretários e subsecretários.

Hoje, o salário do governador, por exemplo, é de R$ 17,1 mil. Com a redução em 10%, perderá R$ 1.710,00 mil, passando a receber R$ 15.390,00 mil. Já os secretários do Estado que hoje recebem R$ 15 mil, com a redução, terão R$ 1,5 mil a menos no final do mês.

Para o líder do governo na ALE-AM, deputado David Almeida (PSD), a medida serve de exemplo para os outros Estados no enfrentamento da crise.

“Essa é mais uma medida do governo do estado para conter os gastos em função dos impactos da queda mensal na arrecadação do Amazonas. O governador José Melo mais uma vez demonstrou que está disposto a mudanças, e agora cortou até mesmo parte de seu próprio salário, dando exemplo a outros estados em como enxugar a máquina administrativa. Esse é um ajuste a nova realidade. A expectativa é votar até a quinta-feira essa e outras medidas”, defendeu David.

A emenda será integrada a Mensagem Governamental n° 72, que trata de duas fusões de quatro secretarias do Estado e uma extinção. Serão fundidas a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas); a Fundação Vila Olímpica (FVO) à Secretaria de Estado de Juventude Esporte e Lazer (Sejel).

Os Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs) deixam de ser da responsabilidade da Ouvidoria Geral do Estado e passam a ser supervisionados pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

A única secretaria extinta será a Secretaria de Estado de Políticas Indígenas (Seind). A extinção da pasta acontecerá para a criação da Fundação do Índio. ACRÍTICA ONLINE

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.