Fred marca dois, Fluzão afunda o Palmeiras e é campeão nacional

Fred
Fred
Amazonianarede – Lancenet 

São Paulo – O Fluminense é o campeão brasileiro de 2012! E a partida do título foi bem ao estilo do Fluzão. Com emoção e para “matar” os tricolores do coração. E, claro, com gols de Fred, artilheiro do Campeonato Brasileiro. Pode gritar “É campeão!” torcida do Tricolor das Laranjeiras. O camisa 9 marcou o primeiro e o terceiro gols da partida, que terminou 3 a 2 para o Flu. No segundo gol, ele cruzou e Maurício Ramos desviou para o gol. Barcos e Patrick Vieira marcaram para o Verdão, que se vê cada vez mais próximo da Série B.

O título contou com uma “ajuda” do rival Vasco, que empatou com o Atlético-MG por 1 a 1, em São Januário. E o torcedor do Flu pôde comemorar o seu quinto título nacional com três rodadas de antecedência, coroando uma das melhores campanhas da história do campeonato nacional. Que teve em Fred, artilheiro do campeonato com 19 gols, como grande referência. O segundo título brasileiro em três anos.

Já o drama do Palmeiras só aumenta. Com 33 pontos, está a sete da Lusa, primeira time fora da zona do rebaixamento. Faltando três jogos para o fim do campeonato, a salvação agora parece apenas um sonho, cada vez mais impossível de ser realizado.

FILME REPETIDO

A mudança feita pelo técnico Gilson Kleina no time titular – optou por colocar Obina ao lado de Barcos no ataque do Palmeiras e Luan no banco de reservas – confundiu o sistema defensivo do Fluminense no início da partida. Com a entrada do ex-jogador do Flamengo e Wesley na lateral direita no lugar de Artur, o Alviverde priorizou as jogadas aéreas buscando a dupla de centroavantes.

Do lado tricolor, Gum e Leandro Euzébio faziam de tudo para afastar o perigo. Em uma dessas jogadas, Carlinhos afastou e quase marcou contra, assutando a torcida do Flu em todo o Brasil.

O jogo seguiu nervoso por conta da situação das duas equipes – o Fluminense brigando pelo título e o Verdão tentando escapar da zona de rebaixamento. O Palmeiras teve mais volume de jogo, mas o Flu se segurou. E em um contra-ataque, o lateral-direito Bruno cruzou da intermediária e Fred cabeceou livre e sem sair do chão para ótima defesa de Bruno.

Como de praxe durante todo o campeonato, o Fluminense se defendeu bem, mas quando foi ao ataque assustou. Em uma dessas, Barcos apareceu livre na grande área para cabecear para fora. E o Flu respondeu aos 38 com uma cabeçada de Fred na trave esquerda de Bruno.

Quando tudo se encaminhava para um 0 a 0 no primeiro tempo, o artilheiro do Brasileirão surgiu. Wellington Nem recebeu ótimo passe de Rafael Sobis, chutou e Bruno defendeu. No rebote, Fred, sempre ele, mandou para a rede e abriu o placar no Prudentão.

O Palmeiras voltou para a metade final com Maikon Leite no lugar de Obina e pensando em dar mais mobilidade ao ataque. Mas nem deu tempo de o time se acertar.

Aos 8 minutos, Fred apareceu pela direita e buscou Sobis, que entrava dentro da área. Porém, o zagueiro Maurício Ramos se “antecipou” e botou para dentro das próprias redes: 2 a 0 para o Flu e a torcida se empolgou com gritos de “É campeão” em Presidente Prudente.

No lance seguinte, uma nota triste. Wellington Nem caiu em cima do braço direito e sofreu uma luxação no cotovelo. Ele saiu para a entrada de Marcos Júnior.

No tudo ou nada, Kleina colocou Luan no lugar de Marcos Assunção. E (quase) deu certo. Aos 15, Barcos diminuiu após confusão na área.

Aos 19, o Palmeiras, que ainda tinha o sonho de se livrar do, cada vez, mais iminente rebaixamento para a Série B, conseguiu o empate com Patrick Vieira. O Flu sentiu o golpe e a torcida esfriou.

O Verdão até teve a chance da virada, mas parou em uma grande defesa de Diego Cavalieri, em chute de Maurício Ramos na pequena área.

Prevendo que o pior poderia acontecer, Abel pôs Diguinho e Valencia em campo para fechar o meio de campo e segurar o resultado. O artilheiro do Brasileirão recebeu livre aos 37 e conseguiu jogar para fora. Parecia que o título seria decidido só no próximo domingo…

O jogo em São Januário acabou com o empate que daria o título ao Flu com uma vitória. E ela veio…
Aos 42 minutos do segundo tempo, daquele jeito que o torcedor do Fluminense se “acostumou” nesta campanha. Jean cruzou e achou Fred, livre na marca da cal. O artilheiro, que já tinha perdido uma chance clara um pouco antes, não desperdiçou e, como se estivesse em um treino, só tocou para as redes do Palmeiras, selando a conquista.

O torcedor que já estava nas Laranjeiras pronto para a festa, continuou a festa. Que não tem hora para terminar! E que vai durar pelo menos mais três jogos, que servirão para o “tour” do título.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 3 FLUMINENSE
Local: Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Data-Hora: 9/11/2012 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Renda e público: R$ 223.495,00 / 8.461 pagantes
Cartões amarelos: Luan e João Denoni (PAL) Jean e Carlinhos (FLU)
Cartões vermelhos: –
Gols: Fred 45’/1°T (0-1), Mauricio Ramos (contra) 9’/2ºT (0-2), Barcos 16’/2ºT (1-2), Patrick Vieira 19’/2ºT (2-2) e Fred 43’/2ºT (2-3)
PALMEIRAS: Bruno, Wesley, Maurício Ramos, Henrique (Román 24’/1ºT) e Juninho; Marcos Assunção (Luan 13’/2ºT), João Denoni, Correa e Patrick Vieira; Obina (Maikon Leite – Intervalo) e Barcos – Técnico: Gilson Kleina.
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Diguinho 33’/2ºT), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean e Thiago Neves; Wellington Nem (Marcos Júnior 13’/2ºT), Rafael Sobis (Valencia 23’/2ºT) e Fred – Técnico: Abel Braga.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.