Flamengo, Vasco, Botafogo e Cruzeiro negociam partidas na Arena da Amazônia

Desde o dia 22 de fevereiro, a Arena da Amazônia está sem receber uma partida oficial
Desde o dia 22 de fevereiro, a Arena da Amazônia está sem receber uma partida oficial
Desde o dia 22 de fevereiro, a Arena da Amazônia está sem receber uma partida oficial

Manaus – No segundo semestre deste ano, a Arena da Amazônia, em Manaus, deve receber, no mínimo, três jogos da Série A do Brasileirão e partidas da Série B também. A Fundação Vila Olímpica (FVO), que administra e aluga o estádio para eventos, afirmou não poder revelar as partidas em negociação por ‘força de contrato’, mas uma fonte do governo do Estado informou que a empresa ‘Meu Bilhete.com’, de Goiás, procurou a FVO para trazer jogos do Vasco, Flamengo, Cruzeiro, Santos, Botafogo e Goiás para a capital do Amazonas.

A equipe do D24 entrou em contato com o representante, em Manaus, da empresa contratante, que preferiu não ter a identidade revelada. Ele declarou que surgiu, recentemente, a possibilidade de fechar um contrato para a Arena receber uma partida do Botafogo, no próximo mês, pela Segundona.

“Fazemos bilhetagem (venda de ingressos) para o Goiás, Atlético Goianiense e Vila Nova. O Atlético-GO (que disputa a Série B) nos disponibilizou para trabalhar o jogo com o Botafogo (pela 3ª rodada, no dia 23 de maio). O local da partida está em aberto (no site oficial da Confederação Brasileira de Futebol-CBF, o confronto está marcado para o Estádio Serra Dourada, em Goiânia, em Goiás), podemos levar para Brasília-DF (no Estádio Mané Garrincha) ou Manaus”, declarou o representante do Meu Bilhete.com.

Os custos de logística são apontados como maior empecilho para a Arena da Amazônia receber mais jogos das Séries A e B Nacionais. “O quadro móvel e custo operacional da Arena são, praticamente, os mesmos de outros estádios padrão Fifa. Mas a logística atrapalha, porque a CBF paga as passagens aéreas do Botafogo até Manaus, mas, no caso do Atlético, teremos que arcar, sendo que se for para Brasília posso levar todos de ônibus, por exemplo. Precisamos trabalhar com a expectativa de renda e taxas, o que pode deixar o custo alto para operar em Manaus”, explicou o representante da empresa.

Apesar das despesas extras de uma partida em Manaus, a empresa Meu Bilhete.com acerta a viabilidade de partidas do Brasileirão na Arena. Uma seria o confronte do Goiás com o Vasco da Gama, entre os dias 22 ou 23 de agosto, pela 20ª rodada, Santos e Flamengo, em rodada a ser definida, e uma partida do Cruzeiro, provavelmente com um clube carioca. “Temos a preferência no jogo do Santos e Flamengo, mas não está 100% fechado porque precisamos ver como estarão as equipes no segundo semestre. Se estarão disputando outras competições porque, para nós, não é interessante negociar um jogo com as equipes mistas ou reservas dos clubes”, comentou.

O diretor técnico da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ivan Guimarães, preferiu manter o sigilo sobre a programação de futebol na praça esportiva. A federação arrecada uma porcentagem da renda bruta dos jogos realizados no estádio. “Temos uma equipe acertando os detalhes com as empresas que nos procuraram”, resumiu Guimarães.

Economia – O Governo do Amazonas informou, nesta segunda-feira (4), que reduziu os custos de manutenção da Arena da Amazônia, dos estádios Ismael Benigno (Colina), no São Raimundo, e Carlos Zamith, no Coroado. De um gasto mensal de R$ 1,4 milhão – que incluíam serviços de limpeza e conservação em mais três ginásios e o complexo esportivo da Vila Olímpica de Manaus – o orçamento caiu para R$ 780 mil. D24AM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.