Flamengo busca técnico dentro do perfil da política e Jorginho agrada

Jorginho
Jorginho

Amazonianarede – Lancenet

Rio – O novo treinador do Flamengo está inserido na política de custo baixo implementada este ano e, portanto, não será procurado na prateleira de grife do futebol brasileiro. Entre as opções disponíveis no mercado e que não figuram na condição de tarimbado está Jorginho.

Ex-jogador do Flamengo e campeão do mundo com a Seleção Brasileira, o treinador tem boa aceitação entre os dirigentes da alta cúpula. O último trabalho foi no Kashima Antlers, do Japão. Ele deixou o clube no fim do ano passado e, recentemente, fez um intercâmbio no Real Madrid e no Barcelona.

Enquanto esteve fora, o treinador recebeu sondagens de clubes brasileiros e, nos últimos dias, teve uma oferta de um grande do Brasil. A carreira dele é conduzida pelo empresário Claudio Guadagno, que tem relação estreita com o Flamengo. No ano passado, inclusive, ele intermediou o contrato firmado entre Dorival Júnior e o clube.

O LANCE!Net entrou em contato com o agente e ele disse desconhecer qualquer interesse do Flamengo na contratação do técnico.

– Nem sabia que Dorival havia saído. Ninguém do Flamengo me procurou – disse o empresário.

O Flamengo promete anunciar o novo treinador no decorrer desta semana. O diretor Paulo Pelaipe terá uma reunião neste domingo com o vice de futebol, Wallim Vasconcelos, para tratar sobre o futuro treinador.

– Eu tenho um nome em mente e vou levá-lo ao Wallim. Até a madrugada teremos os nomes para começarmos a conversar a partir de domingo. Vamos também falar com o presidente. Estou em Porto Alegre, mas retornarei para o Rio de Janeiro – explicou Paulo Pelaipe.

Técnicos que estão disponíveis no mercado

Jorginho
Deixou o Kashima Antlers, do Japão, no fim do ano passado. Além de estar desempregado e ter um passado pelo Fla, não custaria tão caro ao clube quanto outros nomes mais rodados.

Mano Menezes
O ex-técnico da Seleção Brasileira, Corinthians e Grêmio já trabalhou com Paulo Pelaipe, diretor executivo do Fla, no clube gaúcho. No entanto, o alto salário é um entrave.

Paulo Autuori
Deixou a seleção do Qatar no início deste ano com o desejo de retornar ao futebol brasileiro. É outro que teria o salário muito acima das cifras que a diretoria do Flamengo está disposta a arcar.

Celso Roth
Também já trabalhou com Paulo Pelaipe por algumas vezes no Grêmio. O último clube dele foi o Cruzeiro, no Brasileiro de 2012. Também pediria um alto salário – na faixa de R$ 400 mil.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.