Falta de respeito

Palhaçada global – A rede globo, como sempre faz, desrespeita o povo brasileiro e não transmite o clássico internacional entre Itália e México, evento que vai para o mundo inteiro no Maracanã.

A emissora prefere mostrar o domingão do Faustão e deixar sem assistir ao jogo milhões de pessoas, já que nem todos têm Tv por assinatura. Estão cavando a própria cova. Ah. Aivda bem que eu tenho TV paga. Bando de cretinos.

Protestos – É preocupante a situação que se instalou no país. Certo que o povo deve reclamar do que não está correto, mas os jovens se deixarem manipular por um pequeno grupo que visa interesses políticos e passar a destruir o patrimônio público, não é admissível. O risco de confrontos entre eles e a polícia é cada vez maior e não será surpresa se começarem a acontecer mortes. O pior é que a maioria nem sabe contra o quê está protestando. Tudo tem limite.

Sem razão – O povo tem o direito legítimo de protestar contra o que está errado. Mas a forma que vem sendo utilizada no Brasil é absurda. Destruir os patrimônios público e privado, tirar os direitos do cidadão comum, não vai mudar nada. O protesto correto deve ser feito nas urnas, na hora do voto. É bem mais simples, descomplicado e inteligente.

Procon – Atenção Defesa do Consumidor. O banco Itaú resolveu, sabe lá porque, abrir suas agências em Manaus somente as dez horas da manhã, trazendo prejuízos a vários clientes. Uma falta de respeito com pessoas que estão acostumadas a seguir o horário bancário do país. Muitos serviços deixam de ser feitos, já que eles mudaram a hora de fechar para as quatro da tarde (cinco em Brasília) quando as outras agências no país já encerraram o trabalho, inclusive as do próprio Itaú.

Outra forma – Uma outra maneira de protestar, é anular o voto. Como no Brasil os candidatos são sempre os mesmo, anulando mais de 50% dos votos, novas eleições serão convocadas e com outros candidatos de acordo com a legislação eleitoral do país. O poder é de quem enfrenta filas para ceder seu voto e escolher seus políticos. Basta exercê-lo. Simples assim. Vamos virar notícia no mundo pela inteligência da população.

 

Absurdo – Um radialista ficou desesperado, ontem, quando deixou a emissora em que trabalha, bem próximo a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Com pressa de voltar prá casa ele se deparou com carro, um Ford “Versallies” em chamas. Foi queimado por manifestantes. Só o ato já tira todo o sentido do protesto, mas fica uma pergunta: quem vai pagar o prejuízo do cidadão? Será que estamos vivendo num país sem lei? E ainda vem mais por aí.

Cuidado – A situação no Brasil passou de preocupante para perigosa, que abre uma lacuna para a volta de momentos de horror que o país já viveu. Todo manifesto por melhorias e cobrança de direitos é válido, porém com respeito aos limites do tolerável. Estamos assistindo a uma balbúrdia, sem que os Poderes Constituidos façam absolutamente nada. Muito cuidado com a explosão de baderna pois voces não estão levando em conta que existe um monstro, em estado de hibernação, que não está morto. 64 nunca mais, mas não procurem muito pois podem achar e depois não reclamem. 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.