Estudantes integrados a projeto de formação e inclusão social participam de mostra de resultados

(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) promoveu nesta semana a 5ª Mostra de Resultados do Projeto Jovem Cidadão.

A Mostra foi realizada na quadra poliesportiva da escola estadual Professora Ondina de Paula, localizada no bairro do Japiim e por meio dela, 315 estudantes de escolas das zonas sul e centro-sul de Manaus apresentaram um panorama do que foi por eles assimilado em cursos aplicados nas áreas de arte e cultura.

O projeto Jovem Cidadão é um conjunto de ações socioeducativas realizadas de forma articulada e integrada pelas Secretarias de Estado de Educação (Seduc), de Assistência Social (Seas), de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Cultura (SEC) e pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). As ações têm como objetivo assistir alunos com idade entre 12 e 20 anos no contraturno escolar, disponibilizando atividades nas áreas de desporto, informática, línguas estrangeiras, teatro, música, entre outras.

Durante as apresentações da mostra de resultados, mais de 315 alunos de 11 escolas públicas estaduais apresentaram aos convidados um resumo do que eles aprenderam nos seus respectivos cursos. Foram exibidas apresentações de dança, de música, de artes visuais, de educação ambiental dentre outras atividades.

A instrutora de música, Huly Caroline Rios, destacou a importância do programa que, além de combater a evasão escolar, dá oportunidade para que os alunos possam desenvolver vários talentos. “É muito gratificante trabalhar como instrutora em um projeto que tem o intuito de transformar e melhorar a vida das pessoas. Ao invés dessas pessoas estarem nas ruas ou com o tempo ocioso – sujeitas à criminalidade – elas estão em uma sala de aula aprendendo algo novo e desenvolvendo talentos artísticos como a música, dança ou pintura” disse a professora.

Participante do projeto há cinco meses, Jhully Oliveira, 15, aluna da escola estadual Tiradentes, revela como a sua vida mudou depois que começou a fazer aulas de violão. “Eu já tinha o sonho de um dia ser musicista e quando soube que minha escola ofereceria curso de violão, vi a oportunidade de meu sonho começar a se realizar. Hoje este sonho está se concretizando”, conta a jovem.

Segundo o coordenador do projeto Jovem Cidadão no Distrito 2 da Seduc, professor Paulo Sergio Ribeiro, nas zonas que correspondem o Distrito 2, o programa beneficia 5.132 estudantes de 24 escolas públicas estaduais, os quais além de ter acesso a vários cursos de formação, recebem bolsas-auxílio que podem variar entre R$ 30 e R$ 50, condicionadas à frequência escolar.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.